quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A CIA sonhou, o PS quis, o PSD e o CDS ratificaram

O «Acordo...» para a entrega aos EUA dos dados pessoais dos cidadãos portugueses foi ontem ratificado pelo Parlamento. Os dados constantes do seu BI, caro leitor, podem agora ser entregues aos EUA por um «ponto de contacto» português que não tem de ser um juiz e nem sequer um polícia (até pode ser um agente do SIS ou do SIED, gente «impoluta», como os mais atentos às notícias já perceberam). E nem é necessário que o leitor tenha cometido uma infracção ao código da estrada: basta que o tal «ponto de contacto» ache que o leitor «irá cometer» uma infracção penal. O ADN de alguém que tenha sido acusado de um crime também vai direitinho para os EUA. Basta pedirem do lado de lá. Se a sua inocência for provada, os dados serão destruídos cá. Mas não lá.

O mundo do 1984 de Orwell torna-se realidade. Com o espantalho de um islamoterrorismo que desde 2005 não ataca na Europa, mas que foi agitado por Portas ontem no Parlamento.

Registe-se que, apesar do parecer contrário da Comissão Nacional de Protecção de Dados, o acordo foi ratificado com os votos favoráveis de PSD, PS e CDS. Contra, o PCP, o BE e o PEV.
Adenda: este blogue passa a incluir a etiqueta «Serviços secretos». Disponham.