domingo, 24 de julho de 2011

Um hipócrita nojento

Silva Carvalho, o pidoso que enquanto director do SIED chegou a defender a revisão da Constituição para legalizar as escutas telefónicas sem mandado judicial, queixa-se agora de «violação de correspondência». Não contesto o direito do cidadão Silva Carvalho à privacidade das suas comunicações, apesar de ele próprio nos negar esse direito a todos. Mas nego, sim, que um pidoso tenha autoridade moral para se queixar daquilo que ele próprio fez, banalizou e quis generalizar. Há hipócritas, e depois há o senhor Silva Carvalho.

Nota (1): como eu previra, o senhor Silva Carvalho foi convidado para liderar as «secretas» portuguesas. Passos Coelho lá sabe porquê.

Nota (2): como eu também previra, terá sido Silva Carvalho quem passou informação privilegiada do Estado para a Ongoing, antes e depois de ir trabalhar para lá. O Expresso de ontem (edição em papel) confirma.

2 comentários :

  1. Já expliquei aqui ao Ricardo que as notícias do Expresso têm uma relação muito tortuosa com a realidade. Mas ele parece continuar convencido de que aquilo que o Expresso publica em cabeçalhos é a verdade nua e crua...

    ResponderEliminar
  2. Eu não acredito em tudo o que vem no Expresso, mas neste caso foi confirmado pelo próprio. Caso contrário, não apresentaria queixa por «violação de correspondência», não é?

    O Luís Lavoura é que parece acreditar mais facilmente na palavra de um pidoso do que no Expresso, o que é no mínimo curioso...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.