terça-feira, 5 de julho de 2011

Suecos querem regresso ao sistema público de ensino

À atenção de Passos Coelho e outros defensores do cheque-ensino.

6 comentários :

  1. Digamos que em 1000 suecos 560 querem escola pública e 440 não querem. Está longe daquilo a que o socialismo sueco do pós-guerra habituou o mundo.

    ResponderEliminar
  2. Li o artigo e não me parece claro que o que lá se diz seja que os suecos não querem o cheque-ensino.

    O que lá se diz, parece-me, é que na atualidade o sistema de ensino sueco está dominado pelos municípios, e que os suecos prefeririam que ele estivesse mais centralizado, ou seja, que fosse dominado pelo Estado central.

    Repare-se que a Suécia é um país muito vasto e com muitas regiões de pequena densidade populacional. Num tal país, na maior parte das regiões só é viável haver uma única escola, pelo que a questão da liberdade de escolha concedida pelo cheque-ensino nem sequer se coloca. Os suecos estarão sobretudo insatisfeitos por essa escola única estar na dependência da Câmara Municipal, e não na dependência do Governo central.

    ResponderEliminar
  3. é uma questão d'impostos

    mas os suecos exportam aquelas máquinas de contar notas

    que até os barões da droga compram

    e armamento da Bofors

    e ia dizer volvo's mas isso já não dá tantos trocos

    resumindo têm uma indústria exportadora que paga todo o tipo de luxos sociais

    e um prof. universitário ou afim deixa 40 a 45% do seu salário em impostos

    cá só deixa ...pois

    ResponderEliminar
  4. Luis Lavoura,

    a Suécia é dos poucos países que tem o cheque-ensino como regra, logo suponho que o descontentamento seja mesmo com ele

    ResponderEliminar
  5. um sitema gratuito é preferível por famílias sobrecarregadas de impostos

    até porque as subvenções não cobrem os custos totais em muitas escolas

    1ºresumindo nã é um bom exemplo

    2º não é uma situação comparável

    3º em Portugal com 100 mil professores no quadro das escolas
    o cheque ensino terá de ser muito limitado

    ResponderEliminar
  6. em países onde os condados ou divisões territoriais similares dão bolsas de estudo para escolas privadas

    fazem-no porque essas escolas têm mais flexibilidade de currículos

    em Portugal fez-se isso para muitos alunos para terem aulas de educação musical em escolas privadas...trombone piano etc etc

    serviu para alguma coisa?

    para 90% dos que as frequentaram nem por isso...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.