sábado, 9 de julho de 2011

«O CDS da esquerda»

Parece-me que a corrente «Manifesto» do BE é muito cruel com o CDS: «recusamos igualmente o ponto de vista daqueles que gostariam de ver o Bloco como um “CDS da esquerda”, disponível para ser muleta do Partido Socialista em troca de lugares no poder». E o que sobra em crueldade falta em lucidez (um bem precioso em política): o CDS não é uma mera «muleta» do PSD. É muito mais do que isso: é um partido com ideias, organização e pessoal político muito diferente do PSD, e que com ele não se confunde. Não é uma muleta do PSD, é uma das pernas da direita.

(E, obcecado em não passar por «muleta», o BE recusa-se a ser perna; assim deixando a esquerda... coxa.)