segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Revista de blogues (20/9/2010)

  • «No dia 9 de Setembro, no Parlamento Europeu, todos os deputados socialistas portugueses votaram sem hesitações a favor de uma resolução que "expressava profunda preocupação pelas medidas tomadas pelas autoridades francesas e de outros Estados Membros tendo por alvo os ciganos", instando tais autoridades a imediatamente suspender as expulsões e apelando à Comissão, Conselho e a outros Estados Membros que interviessem nesse sentido. (...) Incredulidade e apreensão - foram as minhas primeiras reacções às notícias de que o Grupo Parlamentar do PS, na 6a.feira passada, se dividira no voto de um texto proposto pelo BE, que visava associar a AR ao voto do PE. Por não ser o PS a tomar a iniciativa e por revelar descoordenação entre o que o PS faz na AR e no PE, ainda por cima num assunto de excepcional sensibilidade política (ao ponto de, finalmente, levar Durão Barroso a engrossar a voz face ao seu correlegionário de direita Sarkozy no último Conselho Europeu). Vergonha e amargura - é o que expresso agora, depois de ter falado com deputados socialistas na AR para apurar o que se passou: "ordens de cima!" (...) Para registo: diante de tais ordens, eu desobedeço.» (Ana Gomes)

2 comentários :

  1. Concordo com as ideias de Ana Gomes neste caso, mas provavelmente aquela justificação foi-lhe dada em privado e não era suposto ser pública. Aparenta ter traído a confiança de quem lha deu, e tão cedo não lhe darão explicações tão honestas. Isso é pena.

    ResponderEliminar
  2. Desde que não diga quem foi, em princípio isso não impede confidências futuras... São mencionados 15 deputados que se demarcaram de forma mais ou menos vincada.

    Espero poder contar com estas inconfidências daqui para a frente! É uma forma de transparência muito bem vinda...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.