sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O Vaticano e o Multiculturalismo à britânica

Já sabíamos o que a Igreja Católica pensa sobre o papel das mulheres na sociedade, sobre os direitos dos homossexuais e sobre a impunidade dos padres pedófilos. Esta semana a Santa Casa que é o Vaticano ofereceu-nos mais uma lição de moral, e que demonstra bem (para aqueles que ainda têm dúvidas) como a Igreja Católica está desfazada do mundo que diz representar e a quem quer oferecer liderança espiritual.
Ao chegar ao aeroporto de Heathrow, um dos conselheiros do Papa, o Cardeal Walter Kasper, comparou o Reino Unido a um país do Terceiro Mundo. Pelos vistos, os funcionários do Serviço de Fronteiras britânicos com os seus turbantes Sikhs e “hijabs” muçulmanas, as empregadas de limpeza filipinas e os passageiros vindos dos cinco continentes representam uma dose excessiva de multiculturalismo para o eminente cardeal. E pensar que este senhor é responsável pelo diálogo ecumánico na Igreja Católica...