terça-feira, 8 de maio de 2007

Sarkozy

Em Outubro e Novembro vai ter de explicar melhor aos franceses aquela coisa de a classe média ter de dar aos ricos metade do seu rendimento... para bem da França! :-)

O discurso neo-liberal: "Tem se ser! Temos de tramar a classe média para satisfazer os caprichos dos editores do 'Economist' que há 20 anos que andam a anunciar o colapso da economia francesa em vão, roídos de inveja por a França ser tão rica como a Inglaterra, mas muito mais bonita, mais civilizada, mais culta e mais barata, ter muito melhor comida e um clima incomparável, e os franceses terem semanas de trabalho de 35 horas e um sistema de segurança social que eles não conseguem nem imaginar."

:-)

3 comentários :

João Moutinho disse...

Tenho a impressão que o Filipe está a exagerar um pouco...
Além disso o que conta são os votos (nem que sejam os do Le P.) e não as viaturas queimadas.

Dorean disse...

Sempre que vou a Londres ouço principalmente duas línguas na rua: português do Brasil e francês de França. Quem as fala não é turista.
A razão para esta imigração massiva é a quantidade de emprego disponível para quem o queira. Quando um inglês vai viver para França é porque já não precisa de trabalhar.

A França pode ser mais bonita e ter melhor clima mas isso tem pouco que ver com os desígnios dos economistas. Pode ser mais barata mas os franceses também ganham muito menos que os ingleses. Por outro lado, não vejo onde a segurança social dos franceses seja melhor que a dos britânicos. Mais culta será, com perdão, preconceito.

Mas mais civilizada é que não posso mesmo aceitar: quando os franceses incendeiam carros e partem montras fazem-no assim quase de ano a ano e a coisa costuma ser despoletada por um incidente demonstrador de injustiça social.
Em Inglaterra, esse tipo de manifestações de violência pública está circunscrito à sexta e ao sábado à noite, quando a populaça se permite sair à rua para largas à sua revolução semanal do quebra-queixo. É de uma previsibilidade tal que quase se pode chamar de tradição.

Filipe Castro disse...

Eu julgo que nao ha comparacao entre os sistemas de seguranca social, direitos e regalias. Os per capitas sao quase iguais ($30.100 para a Franca e $31.400 para a Inglaterra), mas enquanto os franceses tem 6% da populacao abaixo da linha da pobreza, os ingleses tem quase 1/5. E o consumo dos 10% mais ricos é muito mais alto do que em Franca.