sexta-feira, 4 de maio de 2007

Revista de blogues (4/5/2007)

  1. «Se há doutrina que está mal representada (ou pelo menos pouco representada) é o anarquismo. Como é que algo que define como ideal total a liberdade do indivíduo pode acumular tanto desprezo e escárnio por quase todos os sectores sociais? Na minha opinião há vários factores: (...) 2) A maior parte das pessoas gosta de estar sempre do lado que ganha. (...) Em termos simples: não há tachos a dividir num modelo anárquico. 3) Os comentadores políticos e sociais têm interesses em identificarem-se com os partidos políticos dominantes. (...) 4) Existe um “je ne sais quoi” de idílico e utópico no projecto. (...) 6) Falhas das organizações de modelo anarquista. Existe entre algumas pessoas que defendem posições anarquistas uma mentalidade de contrariar tudo o que é “mainstream” sem qualquer cuidado em manter a verdade. (...) Por um lado existe algo de extremamente válido no conceito de liberdade extrema mas por outro existem questões que raramente são abordadas e que derivam do desmantelamento do estado: quem controla o poder coercivo num mundo sem autoridade estatal? Quem se assegura que os grupos de interesse que existem não se tornem dominantes? Numa lógica de um mundo global como se integrariam este novo tipo de comunidades anti-autoritárias? Se por um lado não sou cínico o suficiente para não acreditar num mundo melhor por outro lado não sou ingénuo o suficiente para aceitar plenamente este tipo de ideologia. (...)» («Anarquismo», no InBetween.)
  2. «"Multas do tabaco duas vezes mais caras que as da droga" - na capa do DN de hoje, e lá dentro o título: "Fumar tabaco dá o dobro da multa por fumar droga". A sério? Quer dizer então que quem fumar tabaco (ponto) terá uma multa superior a quem fumar droga? Ou que a multa por fumar droga é comparável à de fumar tabaco, porque só se aplica quando se fuma em local público e fechado? Haverá espaços para fumar droga nos restaurantes com mais de 100m2? E máquinas de venda de charros?» («Correiodamanhização fumada», no renas e veados.)

2 comentários :

marat disse...

Venho por esta informar os caros concidadãos que uma alma devastada fez parir das suas entranhas um novo blog:

http://maratestavivo.blogs.sapo.pt/

Com os melhores cumprimentos,

Marat, amigo de Danton

Pedro Fontela disse...

Obrigado pela referência ;)