terça-feira, 29 de maio de 2007

A resposta é «sim»

  • «(...) poderá um projecto educativo de uma escola moderna, laica, aberta, estatal alhear-se do contributo que o ensino religioso pode dar para esse “desenvolvimento global” da personalidade dos jovens?» (Agência Ecclesia)

(E a pergunta é básica...)

7 comentários :

miguel disse...

A pergunta não é simples. É parva.

Epicuro disse...

Com ou sem contributo do ensino religioso, o «desenvolvimento global da personalidade» é um projecto totalitário.

cãorafeiro disse...

«««do contributo que o ensino religioso pode dar para esse “desenvolvimento global” da personalidade dos jovens?«««

isto faz-me lembrar dos tempos em que andava num colégio católico só para raparigas...

uma vez, quando tinha 12 anos, uma freira juntou várias turmas numa sala e passou várias horas a descrever-nos os tormentos que os bés sofriam no limbo porque os pais não os tinham baptizado...

verdadeiro terrorismo psicológico...

fez-me cá uma falta!

Anónimo disse...

Com os contributos religiosos vigentes do calibre do frei domingues,do bento, do abominavel cesar das neves e do marcelino de aveiro a resposta é SIMMMMMMMMM, sem sombra de dúvida! Salvem os jovens do obscurantismo que a padralhada lhe quer impor!!Optimo post, belísssimo blog.
Maria

sabine disse...

Tive Religiao e Moral na escola e isso não mudou em nada a minha vida!

João Rato disse...

Companheiro, este é um movimento novo! Há poucas horas está a ser posto um movimento em marcha que visa paralisar a blogosfera.
Existe uma certa blogosfera que quer, também ela, participar na GREVE GERAL, só que não sabe como.

É simples, basta colocar esta imagem no teu blog:

http://img409.imageshack.us/img409/9072/grevegeralvz7.jpg

Porque tu tens um amigo que tem um blog, porque alguém do teu livro de endereços tem outro amigo que tem um blog, é importante que contribuas para o movimento "assim não!".

Antes de reenviares a todos os constantes do teu livro de endereços, apaga por favor o remetente (from): estamos num estado de pré-ditadura

Pedro Fontela disse...

Jovens com personalidade é algo com demasiado perigo para todos os agentes políticos...