quarta-feira, 23 de maio de 2012

Moralização dos "benefícios" dos alimentos

A rotulagem e a publicidade dos alimentos que pretendem uma série de benefícios para a saúde dos consumidores vão passar a estar mais sujeitas ao escrutínio científico. A União Europeia limita a uma lista de 222 as alegações de benefícios para a saúde e dá 6 meses a todas as empresas para retirar do mercado produtos com informação infundada sobre os seus benefícios para a saúde. Parece que os famosos iogurtes Activia vão ser uma das principais "vítimas" desta moralização.

4 comentários :

Wyrm disse...

ARGH!
Isto é inadmissivel! Esta regulação vai tornar o preço dos alimentos mais caro além de retirar a liberdade ás pessoas de serem intrujadas.
Não percebem que os consumidores é que têm de fazer escolhas informadas a respeito dos alimentos que consomem? Ter cursos de nutrição, quimica e biologia podem ser livremente frequentados e assim todos os consumidores podem livremente não comprar o produto anunciado.

Se os beneficios não ocorrerem, podem igualmente deixar de comprar o produto. O mercado livre tem solução para tudo! Tudo, tudo, tudo!

Synapismos é a φάλαγξ forward marche ou marx? disse...

todos os iogurtes pela sua natureza fermentativa contêm o mesmo que os activia

se prefere meter leveduras pela boca dentro em vez de lacto bacilares é seu problema

com dúzias de aditivos cancerígenos e teores de nitritos e nitratos em fiambres que nem as águas têm

e nitrosaminas e antibiotas em todo o lado

tá descansado que os activia sã o menor dos problemas

fax greve de fome quisso passa...come fruta com pesticidas a rodos ou orgânica cheia de fungóides destrutivos do fígado

Aflotoxinas para si caro queijo curado cheio de listeriose

Listeria é à séria

Synapismos é a φάλαγξ forward marche ou marx? disse...

tem? e para os incêndios na rússia e as cheias nos trigais australianos?

come-se cravagem do centeio porque nã resta mai nada pra cumer ó wirte

Wyrm disse...

se calhar... mas só se calhar, o meu post era assim um bocadinho... mas só um bocadinho... sarcástico.