sábado, 19 de junho de 2010

Os próximos «retornados»?

O desenraizamento dos «retornados» constituiu o maior drama humano do pós-25 de Abril. Todos cremos que não será repetível, mas na verdade há um número superior de portugueses a residir na Europa ocidental a leste de Portugal do que havia nas várias colónias africanas, e uma Europa cada vez mais dominada por Le Pens, Finis, Wilders e outros semelhantes nunca esteve mais perto de começar a «reverter» os fluxos de imigrantes. Da União Europeia espera-se, evidentemente, que jamais permita tal coisa. Mas a UE é política e até economicamente frágil, como a crise actual tem comprovado.

Ao contrário do que gostamos de acreditar, os portugueses não são necessariamente bem vistos por essa Europa fora. O episódio do e-mail xenófobo e lusófobo posto a circular pela polícia luxemburguesa evidencia o ódio que os nossos compatriotas geram e que não gostamos de admitir. Já esteve mais longe o clima que permitirá novos «retornados».