quarta-feira, 23 de junho de 2010

Ciência e Jornalismo, um exemplo de uma relação complicada



Eis uma das razões pelas quais o debate público sobre este assunto é tão primário: a vontade dos jornalistas em simplificar e «sensacionalizar» as histórias a que têm acesso, mais ainda quando se trata de temas na área das ciências naturais.

O filme «O dia depois de Amanhã» ao menos assume-se como ficção, mas as peças jornalísticas que focaram este tema não foram muito mais rigorosas. Agora os jornalistas denunciam as suas próprias asneiras atribuindo-as a cientistas que nelas nunca incorreram.

Depois, são eles, os cientistas, que acabam acusados de sensacionalismo.