domingo, 18 de novembro de 2012

Perspectivas

O sonho de Sá Carneiro é um pesadelo: um presidente que é o primeiro que não tenta sê-lo «de todos os portugueses», um governo que com a desculpa da intervenção externa realiza um programa revanchista e extremista, uma maioria que assina por baixo, um PS anestesiado e uma esquerda radical guetizada.

A situação política actual só mudará nos seguintes cenários.

  1. Acontece um segundo resgate antes do Verão, e Cavaco nomeia um novo primeiro ministro (Ferreira Leite?) à frente de um governo de «tecnocratas», com ou sem apoio do PS;
  2. O CDS deixa-se de fitas e sai do governo, passando ao apoio parlamentar (o que não duraria muito tempo);
  3. O PSD tem uma derrota estrondosa nas autárquicas de Outubro de 2013, precipitando uma revolta interna e novas eleições;
  4. Uma entidade externa «demite» Passos Coelho e Gaspar por manifesta incompetência (talvez isso tenha acontecido com Papandreou, fez agora um ano), empurrando Cavaco para o cenário 1.
Na ausência de qualquer um destes cenários, temos pela frente ainda mais dois anos e meio de empobrecimento generalizado, subserviência à Alemanha e violência policial.

2 comentários :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.