sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Com amigos destes...

Há um ano e meio escrevi "Pobre Europa controlada pelos egoísmos nacionais tacanhos de direita, onde cabe ao "demónio" do FMI defender Portugal".
Hoje, não me restam dúvidas de que entre o BCE, a Comissão Europeia, o Governo português e o FMI, este último é a única instituição para a qual os portugueses (e gregos, espanhóis, etc.) ainda podem olhar com alguma esperança. Indícios disso aparecem todos os dias:

- JNeg: Schäuble critica abertura de Lagarde para suavizar austeridade
- Público: FMI alerta que austeridade pode tornar-se “socialmente insustentável” 
- Guardian: To make matters worse, there is a deepening argument between the IMF and the Europeans over the merits of austerity and whether the policies being pursued are the right ones. 
The IMF has been pressing the Europeans to accept an official writedown of Greek debt, OSI, but this is strongly resisted by the Germans and the ECB in Frankfurt. 
Triste sina.

2 comentários :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.