sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Não me venham com a treta de que não há alternativa

O Passos Coelho descobriu a pólvora: angariar dinheiro é mais fácil se for buscá-lo aos salários dos funcionários públicos, dos pensionistas e, em parte, aos salários do privado. E, no entanto, há alternativas. Ousemos ser um pouco menos radicais do que o governo: a alternativa de esquerda é a seguinte.

  1. Os bancos pagarem IRC de gente.
  2. A especulação financeira ser taxada.
  3. A ICAR pagar impostos.
  4. Revogar a autonomia da Madeira.
  5. Terminar com as parcerias público-privadas.
Entre outras coisitas.