segunda-feira, 7 de março de 2011

Esclarecedor

Anda toda a gente a falar deles, fui ouvir os próprios.




Fiquei esclarecido.

10 comentários :

ricardo schiappa disse...

mais uns palhaços...

João Vasco disse...

A entrevista surpreendeu-me pela positiva. Muito, até.

ricardo schiappa disse...

sim, uma "luta" que ninguém sabe o que é, que não se diz de esquerda ou direita, é muito positivo. o problema destes "movimentos" apolíticos é que rapidamente acabam por ser essencialmente anti-democráticos. e, como se não bastasse, são palhaços que nem sequer têm graça...

bealcacer@gmail.com disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno Gaspar disse...

Uma desgraça.

Carlos Alberto disse...

Foi inspirado pelo "emplastro" e tá tudo dito...

Miguel Pereira disse...

Quem julga estes "Homens da Luta" tolos... talvez se engane!
Para este país mudar, será preciso o poder cair na rua?

Filipe Moura disse...

Este post, os seus comentários e o que li noutros blogues de esquerda permitem-me confirmar algo que já sabia ha muito: os eleitores convictos, genuínos, do Manuel Alegre e, mais genericamente, a esquerda não comunista nostálgica do PREC, são pessoas sem sentido de humor nenhum. Nisso não diferem muito da esquerda comunista, mas estes, pelo menos, são muito mais genuínos.
Não consigo ver a ligação acima, mas vi a entrevista de um deles à SIC e chega-me. Não me interessam enquanto políticos (apesar de tudo prefiro-os ao eterno e insuportável “candidato” Vieira): interessa-me a música, a que acho piada. Fazer leituras políticas disto parece-me inadequado.

Anónimo disse...

Parece que os Homens da Luta vão auxiliar os manifestantes de dia 12 e 13, satirizando-os...

Ricardo Alves disse...

Eu «postei» esta entrevista porque foi ao ouvi-la que eu entendi que os «Homens da luta» não são só palhaçada - pelo contrário, o Gel tem as ideias arrumadas e um discurso político interessante (embora me pareça que não diz tudo o que pensa).

Schiappa: ouviste a parte em que ele fala dos movimentos antidemocráticos que aparecem nos momentos de crise?