quarta-feira, 30 de março de 2011

Da especulação e a subida dos preços

Lê-se frequentemente que a especulação no mercado de alimentos e de petróleo, é a causa por detrás da forte subida de preços. As grandes quantidade de fundos movimentados nesses mercados seriam prova de tal causalidade. Ainda há uns tempos o dizia o presidente da Partex.
Há aqui um equívoco comum, a ideia que os especuladores empurram obrigatoriamente os preços para cima. Pense-se na dívida pública portuguesa, cuja variação tem sido imputada aos "especuladores". O que tem acontecido aos títulos de dívida pública, é que o juro implícito tem subido. O juro num dado título na realidade não varia, está fixo contratualmente, o que varia é o preço a que se transaciona esse título. Quando o preço desce, quem o compra vai ter um rendimento superior ao que teria acontecido anteriormente, o juro implícito sobe. O que temos neste momento é portanto uma queda a pique nos preços dos títulos da dívida pública. Curiosamente também houve um aumento nas movimentações nesse mercado, durante a queda, tal como aconteceu na subida do petróleo.

Claro que há especuladores que manipulam o mercado para proveito próprio, mas achar que o fazem sempre no sentido que nos afecta, é no mínimo egocêntrico.