domingo, 24 de julho de 2011

Um hipócrita nojento

Silva Carvalho, o pidoso que enquanto director do SIED chegou a defender a revisão da Constituição para legalizar as escutas telefónicas sem mandado judicial, queixa-se agora de «violação de correspondência». Não contesto o direito do cidadão Silva Carvalho à privacidade das suas comunicações, apesar de ele próprio nos negar esse direito a todos. Mas nego, sim, que um pidoso tenha autoridade moral para se queixar daquilo que ele próprio fez, banalizou e quis generalizar. Há hipócritas, e depois há o senhor Silva Carvalho.

Nota (1): como eu previra, o senhor Silva Carvalho foi convidado para liderar as «secretas» portuguesas. Passos Coelho lá sabe porquê.

Nota (2): como eu também previra, terá sido Silva Carvalho quem passou informação privilegiada do Estado para a Ongoing, antes e depois de ir trabalhar para lá. O Expresso de ontem (edição em papel) confirma.