terça-feira, 12 de julho de 2011

Assim, não!

A forma errada de amortizar a dívida é vender activos ao desbarato, piorando a situação líquida, alienando fontes de receita, e compromentendo a prestação de serviços públicos pelo caminho - as privatizações em lista de espera.

Claro que o pior de tudo seria deitar dinheiro pela janela fora, numa situação de enorme necessidade. Tal como acabar com as Golden Shares sem exigir contrapartidas aos restantes accionistas. Na verdade é perfeitamente indigno «queimar» recursos numa altura de enorme escassez para todos, sacrificando o interesse público ao favorecimento dos grandes grupos económicos.