terça-feira, 6 de março de 2012

As pessoas mais ricas são tendencialmente menos honestas?

Um estudo recente dá uma resposta afirmativa a essa questão:



No livro Freakonomics é descrita uma experiência (venda de bolos onde vendedor não está presente: existe um preçário e um mealheiro, e o negócio está dependente da honestidade dos clientes) que teve resultados semelhantes:

«Executives, Feldman discovered, also tended to be more dishonest about paying than lower-ranked employees. Delivering bagels to three different floors that comprised the executive, administrative and sales departments, Feldman found that the executive floor had a lower payment rate than the other floors. This could be due either to executives having an over-developed sense of entitlement to things (including bagels) or maybe because cheating was how they got to be executives in the first place.»

1 comentário :

  1. jã basquinhe as pessoas tendencialmente sunt tutti desonestas desde o economista do PCP que mudava os preços das garrafas de uisqui num boteco da aldeola onde passava férias
    (o dono do arrendamento (120$ ao mês)um fascista rico do CDS que lançava estes boatos foi ameaçado com um processo que lhe tiraria tudo...(uns 1.300.000$ que tinha no crédito agrícola nos anos 90
    um milionário destes

    era de uma desonestidade absoluta mudava os preços todos

    depois os putos limpavam-lhe tude de graça

    ser milionário desonesto nã con pensa

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.