quinta-feira, 29 de março de 2012

Orwell em Cuba


Talvez por ter sido poupado a uma educação católica, espanta-me sempre o respeito e até veneração que rodeiam um homem que espalha pelo mundo (livre ou não) uma mensagem totalitária e menorizadora da mulher. Refiro-me a Ratzinger. Em Cuba, disse que “a obediência na fé é a verdadeira liberdade”. Imediatamente me recordei do “liberdade é servidão” no Mil Novecentos e Oitenta e Quatro de George Orwell. A semelhança é aumentada porque poucas palavras antes o papa católico elogiara a escravatura (divina) na pessoa da “Virgem”, a quem atribuiu o dito “eis aqui a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”.

O duplipensar foi definido por Orwell como “o poder de manter na mente simultaneamente duas crenças contraditórias, aceitando ambas”. Ratzinger, nota-se, é um cultor do duplipensar: já em 2005 afirmara que “a fé vem da razão”, no fundo uma variante fina do slogan “ignorância é força”. Será lícito supor que alguém que a quase unanimidade dos mediocratas lusitanos jura ser um grandessíssimo intelectual desconheça Orwell? E que não saiba portanto que quase plagia os slogans do totalitarismo ficcionado (e satirizado) nesse célebre romance? O leitor que responda, que eu não consigo.

Os cubanos, submetidos a uma ditadura idêntica às que Orwell criticou, viram Ratzinger oferecer-lhes um sistema de pensamento tão parecido e tão totalitário. Pobres deles.

35 comentários :

Anónimo disse...

Ditadura: todo sistema politico atual que não se submete aos EUA

Ricardo Alves disse...

Recorde-me lá quando foi a última vez que o governo mudou em Cuba por via eleitoral.

Anónimo disse...

como se eleições fossem a unica solução pra se melhorar umn pais.
Ah... te digo.. as crianças cubanas .. que tem escola e esporte tem mais democracia que as crianças de rua de paises como Brasil, Portugal, EUA...

Anónimo disse...

Cuba, a "maldita tirania"... tem o melhor IDH da AM.Latina, apesar dos pesares.

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

por via eleitoral em 1959...as balas contaram-se como votos...Ah... te digo.. as crianças cubanas .. que vieram morrer em Angola com 18 e 20 anos.... tem escola e esporte...e SIDA porque não levaram preservativos ... tem mais democracia ....que até fugiam para a Namíbia sob controle sul-africano e mesmo os mais pretinhos ...que as crianças de rua de paises como Brasil...provavelmente (continua a ser uma ditadura económica) Portugal, EUA...tenho muitas dúvidas

que as creanças na roménia de ceausescu isso têm de certeza que a polícia mesmo passados 20 anos continua brutal

é por isso que os romenos gostam da poliça portuguesa...

as creanças cubanas inda tinham menos democracia do que as da RDA...havia os que iam para médicos

mas os que falham no sistema de ensino cubano e se enchem de tatuagens nos centros de reeducação

são ainda peores do que os capos romenos...e isso deve-se a terem sobrevivido em sistemas prisionais

muito muito pouco democráticos...
semelhantes às piores prisões do nordeste ou dos EUA

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

Cuba apesar de todos os contras é superior ao Haiti à venezuela à Argentina ao Brasil e ao sistema de ensino putoguês e dos guetos europeus

mas num país de 11 milhões e uma economia de rastos a democracia popular é só para as élites

Anónimo disse...

veja documentarios sobre a educação cubana entao

Maquiavel disse...

RA, já foste a Cuba? Compara a situaçäo de Cuba com o Haiti, República Dominicana, Jamaica, América Central..
As crianças cubanas estäo na escola e têm comida, e näo andam a mendigar para matar a fome. Só por aí se vê.
Häo crianças que mendigam, mas näo é por fome, é porque os papás as mandam. Perguntei a uma dessas se o que o Che ensinou foi mendigar moedas e enganar turistas, ou se foi a dignidade humana. E só näo a mandei chamar o pai porque estava com pressa.
Porque o pai dele deve ser dos que mentem aos turistas a dizer que o Estado näo já dá leite para as crianças, para que o turista incauto lhe pague um saco de leite em pó, que ele depois vende na candonga.

Anónimo disse...

pois é.. citam Cuba como exemplo maior de fiasco social. Veja a própria Europa e EUA... veja quantas crianças vivem nas ruas e mendigando.

Ricardo Alves disse...

Nunca fui a Cuba. Mas sei que à data da subida ao poder dos castristas já era um país mais desenvolvido e moderno do que o Haiti ou a Dominicana. Que não tenha evoluído muito desde aí, mostra o fracasso do comunismo autoritário.

Ricardo Alves disse...

E as crianças cubanas que têm os pais presos por razões políticas? Têm mais democracia do que as de Portugal ou do Brasil?

Anónimo disse...

esses ditos presos politica são 5ª coluna.
ah... nenhuma criança tem o direito de educação negado.

Maquiavel disse...

O Haiti e a Rep. Dominicana eram menos desenvoldos que Cuba em 1959... e continuam a ser!
Que desenvolvimento tinha o Haiti *antes* do terremoto?
E que desenvolvimento tem a Rep. Dominicana? O turismo para ocidentais em estäncias muralhadas guardadas à metralhadora? Cuba tem o mesmo tipo de estäncias (até melhores), nelas näo é preciso muralhas, e os turistas ocidentais até podem passar noites em casas particulares.

Que não tenha evoluído muito desde 1959?
Acabaram com o analfabetismo em 2 anos... näo é evoluçäo?
Têm um sistema de saúde de fazer inveja a muitos países ditos "desenvolvidos" (e grátis)... näo é evoluçäo?
Têm um sistema de ensino de fazer inveja a muitos países ditos "desenvolvidos" (e grátis)... näo é evoluçäo?

Ah, esqueci-me que "evoluçäo" é plantar indústria pesada que destrói o meio ambiente todo à volta. "Evoluçäo" é tipo... o delta do Níger. Tá bem.

Cuba tem coisas a melhorar? Sem dúvida. Mas daí até dizer que coisas como o Haiti serem melhores sítios para viver...

Anónimo disse...

imaginemos que depois do 25/4/1974, antigos salazaristas fugissem pra Espanha e começassem uma campanha de sabotagem, difamção etc. contra Portugal. Queria ver a reação da turma de abril.

Ricardo Alves disse...

Fizeram isso: fugiram para Espanha e para o Brasil e começaram a difamar e a tentar desestabilizar o regime. E depois? Acabaram por voltar.

Ricardo Alves disse...

Maquiavel, eu não quero viver num regime à cubana.

Maquiavel disse...

Pois, nem eu, e olha, também näo me agrada o regime à portuguesa (cleptocracia corporativa), prefiro a Escandinávia + Finlândia.
Mas se me dás a escolher de entre esses 3 países (ou toda a América Central, ou se calhar até todo o continente africano), ai descansa que eu escolho Cuba mas é que sem pestanejar.

Aliás, se fores a ver a rotaçäo de políticos em Cuba, ela é bem maior que nos EUA. É que em Cuba säo uns 10 que mantém o poder há décadas, nos EUA säo às centenas no Congresso (e alguns até no Senado). Dá que pensar.

Filipe Moura disse...

"Maquiavel, eu não quero viver num regime à cubana."

Pronto, Ricardo, o teu argumento resume-se a isso. (Em princípio em Julho eu lá estarei, Maquiavel.)

Ricardo Alves disse...

O Haiti é aquilo a que se pode chamar um «Estado falhado». A Rep Dominicana não é tão péssimo. Mas se lhe derem a escolher entre Cuba, Brasil e Peru? Ah pois...

Maquiavel disse...

A Rep. Dominicana só näo parece pior porque tem o Haiti ao lado.
Em absoluto a Rep. Dominicana tem o 8.o pior IDH da América Latina.
Cuba tem o 4.o melhor, à frente do México. Algo faräo eles bem.
...
Em seguida, nunca é boa ideia comparar o Rossio com a R. da Betesga.

O Peru tem 3 vezes a populaçäo de Cuba. Que parte do Peru? Litoral, interior, ou alta montanha? Norte, Centro, ou Sul? No cömputo geral está bem atrás de Cuba em IDH. Encontra-me uma regiäo comparável a Cuba e logo te responderei.

O Brasil é preferível devido à língua, mas tem 20 vezes mais povo, e incríveis assimetrias regionais, e no cömputo geral tem o 10.o pior IDH da América Latina. Encontra-me uma regiäo comparável a Cuba e logo te responderei.

Maquiavel disse...

Ah, FM, seu sortalhäo! Dá os meus cumprimentos a Cienfuegos!
Eu bem queria ir, mas näo tenho lib€rdad€ para tal!
Se quiseres dicas de como ir aos sítios onde väo os cubanos (sim, que eu quando lá fui quis distäncia dos turistas), pede-me por correio electrónico!

Ricardo Alves disse...

Maquiavel, se Cuba é assim tão bom, porque será que o governo não tolera eleições plurais?

Anónimo disse...

me diga um pais com esse tipo de eleições!
USA?? UK??

Ricardo Alves disse...

Qual tipo de eleições? Vários partidos? Com fraude mínima? Posso dar-lhe dezenas de exemplos de países com eleições mais livres e plurais do que Cuba...

Maquiavel disse...

Pergunta-te antes porque é que existem nessas dezenas de exemplos de países com eleições mais livres e plurais do que Cuba muitos casos em que o IDH é mais baixo que o de Cuba--mesmo se o IDH tem altíssima relaçäo co-relaçäo com o PIB/capita em PPC, onde Cuba está cá para baixo.

Ricardo Alves disse...

A Cuba pré-castrista não era a desgraça que o Haiti sempre foi. Já partiram mais «de cima». Mas qual é o objectivo? Não ter democracia nem liberdade? É isso? É que a liberdade é um bem em si mesmo...

Anónimo disse...

Nossa... que discurso mais White House.. o blog Direita Republicana ops... Esquerda Rerpublicana se supera

Ricardo Alves disse...

Defender a liberdade é ser de direita? Ao que isto chegou...

Filipe Moura disse...

Defender a liberdade em detrimento da igualdade é ser-se de direita, sim, Ricardo. Já estou farto de o explicar.

Maquiavel, qual é o teu email? (O meu está no meu perfil.) Vou-te pedir uns conselhos, sim...

Ricardo Alves disse...

E atacar Cuba é atacar a igualdade? Está mesmo giro, isto... Parece que mexi numa vaca sagrada de muita gente.

Filipe Moura disse...

Na minha resposta eu não estava a falar de Cuba em particular. De qualquer maneira, se lá for, espero verificar o célebre igualitarismo cubano.

Maquiavel disse...

Filipe, enviei-te um emílio para a morada que tens no Avesso do avesso. Chegou?

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

A república dominicana e cuba tinham uma economia similar à do Haiti em 1947
O que mudou em Cuba nos 12 anos seguintes foi a máfia o jogo e a prostituição em larga escala graças ao turismo sexual norte-americano dos anos 50.
Os hospitais eram para a élite que trabalhava para as companhias norte-americanas e a mortalidade infantil de Fulgêncio baptista y zaldivar sargento eleito ditador em 1940 pelos americanos era ligeiramente superior à da república de Trujillo...

A república dominicana foi ocupada pelos Estados Unidos durante 8 anos e picos 16-24 e depois teve os anos loucos da prosperidade de Lajara até ao crash de 1929 e ao fim da democracia durante 30 anos de 31 a 61,logo dizer que cuba estava melhor...em 59...nah...

e se o haiti tinha tontons macoutes zaldivar tinha carradas de erzats..

Filipe Moura disse...

Chegou, sim, Maquiavel. Obrigado. Eu ainda não tenho a certeza da viagem (a ocorrer, será para Julho), de modo que ainda não iniciei planos. Depois eu contacto-te se for caso disso.

Banda in barbar disse...

Flipe vamos em julho ao são joão da republica centro africana...comem-se umas maminhas assadas
e bebe-se vodka de mandioka...