segunda-feira, 5 de março de 2012

Meterem-se com as freguesias é fácil, reduzir os municípios seria mais difícil

O protocolo assinado pela tróica com três partidos fala em «reduzir significativamente» o número de autarquias (ponto 3.43), a seguir a uma frase em que se referem os 308 municípios e as 4259 freguesias.

O governo meteu-se a reduzir autarquias, é verdade. Mas exclusivamente as freguesias. Não toca nos municípios. Porquê? Sejamos cínicos: porque a base militante dos partidos está nos municípios e não nas freguesias. Muitas destas até são lideradas por independentes. Mais importante, nem sequer têm muitos empregos para distribuir.

De qualquer modo, não se compreende a histeria com que o assunto foi debatido no Parlamento. É melhor perder freguesias do que hospitais e escolas públicas, acho eu...