quarta-feira, 28 de março de 2012

É o SIS quem arma os cassetetes da PSP

Há anos que tento alertar neste blogue para o perigo em que os serviços ditos «de informações» se tornaram. Como o seu pessoal cresceu, ao ponto de ultrapassar largamente a PIDE dos anos 40. Como foram promovidos financeiramente por todos os governos desde Durão Barroso. Os acordos internacionais que celebraram para traficar os nossos dados privados. Os delinquentes pidescos que se sabe lá existirem. Como é eleito para os fiscalizar quem promete não os fiscalizar. Como a própria Assunção Esteves impede que se saiba o que se passa. Como há indícios de tortura, que nenhum jornalista investiga. E a escandalosa campanha de anos pela alteração da Constituição para poderem legalmente escutar as nossas conversas telefónicas e vigiar-nos por GPS. Durante anos, ninguém reagiu. Depois do «caso Bairrão» e de se colocar o foco num duvidoso personagem chamado Silva Carvalho, a atmosfera começou a mudar.

O Diário de Notícias de hoje traz um artigo precioso (infelizmente, só disponível na íntegra na edição em papel). Lá se lê como os paranóicos do SIS inventaram um cenário apocalíptico para acirrar a PSP, que incluía «ruas ocupadas e barricadas (...) cocktails molotov (...) ataques a bancos e ministérios». E quem são os perigosíssimos «anticapitalistas» que eles detectaram nas suas lindas buscas de Google? Os temíveis «terroristas» diletantes do RDA 69 e até... grupos de ciclistas («Bike the Strike», então, é bué ameaçador). O relatório dos imbecis do SIS foi distribuído à PSP. O resultado está à vista nas cabeças partidas do Chiado e nos jornalistas agredidos que fizeram capa em sites de jornais estrangeiros. Mas, claro, não os podemos responsabilizar: eles só fizeram um relatório. Macedo e os seus capangas engoliram-no como a verdade «revelada». E não podemos ler o relatório (embora o PCP faça bem em tentar): é secreeeeeto. Não podemos sequer saber se os funcionários do SIS são formados em alguma área com um mínimo de treino para o rigor analítico, ou se são realmente a corja de alucinados fascistóides que a opinião pública começa a conhecer como os que tomam ovos podres por cocktails molotov. Se Macedo e a PSP continuam a confiar nesta escumalha, antes do final do ano haverá mortos nas ruas. E o SIS sacudirá a água do capote.

Há muito que defendo que a única boa solução para a democracia é extinguir o SIS e o SIED. E já é tarde.

Apontamento final: a notícia do DN é de Valentina Marcelino, que tem um passado de trocas de favores com os «secretitos» (chamar-lhes «comunidade da inteligência» faz perguntar o que se deve chamar à estupidez). A notícia pode ser destinada a atingir alguém do SIS, mas o relatório deve existir.

6 comentários :

  1. A propósito dos diletantes do RDA69 e do Bike the Strike, esta manif e a reacção da polícia foram ouro sobre azul, afinal bem que pregavam aos 4 ventos "vamos partir isto tudo", né?

    Hossana nas alturas, finalmente têm público para a sua indignação contra tudo e contra todos.

    Acho é que rapidamente se chegará à conclusão que dali só chegam baldes e baldes cheios de...nada.

    Que o SIS os considere ameaças diz realmente muito da pobreza franciscana que são as nossas "inteligências", enfim. Menos mal que temos brandos costumes não é?

    ResponderEliminar
  2. Tens aqui o artigo do DN, Ricardo http://twitpic.com/923go2

    ResponderEliminar
  3. Arre tanta ignorância junta.
    Sempre gostei de quem gosta de generalizar a partir de meia dúzia de maus exemplos. Como se não os houvesse em todo o lado. Por aí, só por ler este post, bem que se podia afirmar que todos os bloggers são uns imbecis...
    Apenas concordo com as críticas à falta de fiscalização, mas essa é transversal a tudo o que é alguma coisa neste país. Ponham isso a funcionar e talvez então se comecem a ver verdadeiros serviços de inteligência em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo «Jol»,
      partilhe lá a sua sabedoria connosco: o que é um «serviço de inteligência»? Estes grupos de alarmistas que falham sistematicamente as suas previsões estão mais próximos da burrice do que da inteligência, como concordará...

      Eliminar
  4. as previsões são feitos por funcionários que ou apanham nºs e coisas de outros serviços irmãos
    (copiam relatórios e afins porque é chato dizer o primo do bufo nº41 acha que ele tem 2 cocktails) o pessoal infiltrado ou pago para informar (geralmente há muita gente nestes grupos que recebe..)

    um vizinho meu que era da Stasi nos dias antes da queda do muro...escrevia relatórios acerca de quantos militares seriam necessários para suster os milhares de possíveis trânsfugas

    é impossível numa mole de elementos prever o futuro de cada molécula...

    nos anos 80 numa manife quaquer os estudantes invadiram uma reitoria duma unive qualquer e deitaram a porta abaixo entrando para a sala onde o reitor
    kid ordinn'ário se reunia com o staff

    uns provocadores disseram vamos a eles...
    o reitor levantou-se e disse
    e qual é o primeiro a vir...

    e a turbamulta de uma centena fora de portas e uma vintena dentro recuou...

    e o reytor disse e quando sairem levantem a porta e encostem-na
    e a maralha assassina levantou a porta partida
    e ao sair encostou-a

    é uma história gira 1985 ou 6? ou 69 tanto faz...

    pecebido?
    nã claro que nã...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.