domingo, 4 de março de 2012

O sucesso do ensino secundário privado

O Diário de Notícias divulga um estudo com evidência estatística de que os alunos oriundos do ensino secundário público têm melhor desempenho na Universidade.

4 comentários :

  1. e isso significa o quê...

    têm melhores notas na universidade
    e por isso tiveram um melhor ensino secundário?

    ora eu tive cambadas de 19 e 17 no ensino superior e nem por isso tive um ensino secundário de trampa..foi significativamente do peor professores que faltavam 5 dias por semana
    que iam para o conselho directivo ao fim de 2 meses...e levávamos com quem quer que nos quisesse aturar
    fui anavalhado no 9ºano na moleirinha o que não melhorou a minha capacidade de atenção...
    ou de empenho excepto desviar-me de pessoal a ressacar da falta de cavalo...
    nariz partido no 10º...
    ruptura de vasos e aneurisma por martelada no 12º

    ora nem por isso o deficiente ensino púbico piorou as minhas médias

    se calhar o resultado é esse
    é que do púbico nem todos vão prá unibersidade

    e no privado são capazes de ir mais em termos percentuais

    daí é só fazer a média

    ou moda (piadola estatística)

    ResponderEliminar
  2. Parece-me que daqui não se pode inferir da superioridade ou inferioridade do ensino secundário público ou privado.
    A minha conjectura é a de que no ensino secundário privado haverá um acompanhamento mais próximo dos alunos, e talvez uma preparação mais intensa ou especializada para exames nacionais.
    Isto inflaciona as notas de entrada de um aluno do ensino secundário privado por comparação com um aluno do ensino secundário público com capacidades e/ou motivações semelhantes.

    Não tenho qualquer evidência estatística de tal conjectura, nem sei como tal evidência se poderia obter ou sequer medir; mas atiro-a aqui como possibilidade explicativa que não demonstra qualquer superioridade do ensino superior público sobre o privado.
    Poderia pensar-se que isto até implicaria uma melhor qualidade do ensino privado, mas eu também não acredito nisto - eu acho que a independência e a auto-suficiência são das capacidades mais importantes que a escola deve dar a um jovem.

    O que preocupa aqui é algo diferente: é a possibilidade de que alunos com as mesmas capacidades e motivações acabem por ver o seu acesso à universidade facilitado simplesmente por poderem pagar o ensino privado. Isto não se reflecte na qualidade dos profissionais que formamos, e pode até ter um efeito negativo ao excluir da universidade alunos do ensino público que seriam melhores profissionais que alunos do ensino privado que acabam por entrar.
    Isto é particularmente perverso porque reduz a mobilidade social e o discurso da meritocracia (ainda um pouco mais) hipócrita...

    ResponderEliminar
  3. eu acho que a independência e a auto-suficiência são das capacidades mais importantes que a escola deve dar a um jovem....ou a um velho

    e segundo este gaijo nem uma nem a outra são capazes de dar isso

    porque auto-suficiência para vandalizar e ser associal isso vem da biologia de qualquer ser humano

    nã nexexita de um systema de ensino

    e o bosso (uniberitáiro e sacundário básicu)ó geração rasca até foy dos peorzitos que houve...temos penas...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.