sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Irlanda fecha embaixada no Vaticano

Num ano marcado por relações muito tensas com a ICAR, que decorrem das revelações do encobrimento, pela hierarquia católica, de crimes de abuso sexual de menores, a Irlanda decidiu fechar a sua embaixada no Vaticano. Não é um corte de relações diplomáticas, e alegadamente não é consequência da crise diplomática que já levou o Vaticano a chamar o núncio papal em Dublin. A decisão é apresentada, isso sim, como um esforço de contenção de gastos num país severamente atingido pela crise financeira. Cita-se como razão a falta de interesse económico  em ter duas embaixadas em Roma, mas é uma estalada evidente: um arcebispo irlandês fala mesmo em «profunda desilusão» e «pouca consideração pelo importante papel desenvolvido pela Santa Sé nas relações internacionais».

O governo português poderia pegar na ideia...

[Diário Ateísta/Esquerda Republicana]