quarta-feira, 14 de abril de 2010

Nous sommes tous des Juifs allemands

Acho que o ataque da ICAR ao New York Times e as insinuações relativas a um “ataque concertado” e a uma “conspiração judaica” levantam, mais uma vez, a questão gravíssima do anti-semitismo da ICAR.

Embora os autos de fé tenham acabado no século XVIII, o anti-semitismo da ICAR não diminuiu de violência nos séculos que se seguiram e é impossível imaginar o Holocausto sem a referência semanal ao assassinato de Jesus pelos judeus na missa dominical.

Com certeza que os protestantes têm as mãos tão cheias de sangue como os católicos. Foi o próprio Martinho Lutero que escreveu o livro criminoso ‘Von den Juden und ihren Lügen’ que Himmler promoveu e usou contra os judeus alemães. Mas não nos esqueçamos que Hitler era católico, baptizado e que nunca foi excomungado. O silêncio de Pio XII em relação ao Holocausto deu origem a vários livros e é um facto que quando Hitler morreu se rezou uma missa por ele no Vaticano. O papel activo da ICAR no apoio à imigração de nazis é conhecido.

O anti-semitismo da ICAR está vivo e a violência do ódio de uma parte do clero aos judeus devia merecer mais atenção da sociedade civil. Não nos devemos deixar enganar pela retórica católica do ecumenismo. Os católicos polacos continuaram a assassinar os sobreviventes do Holocausto durante vários anos, com o apoio do clero local.

8 comentários :

  1. FILIPE.... ESTES VÍDEOS TE DESMENTEM!
    http://www.youtube.com/view_play_list?p=713A8A8C0B15ABF9

    ResponderEliminar
  2. "Embora os autos de fé tenham acabado no século XVIII"

    Século XVIII?? E os autos-de-fé promovido pelos católicos governos de Pilsudski,Franco,Pavelic, Tiso e Diem???

    e os "autos-de-fé" promovidos pelo clero ruandês e argentino??

    ah... "oficialmente"... o ultimo "herege" foi executado pela inkisição (espanhola) em 1826 (séc XIX)...

    ah.. tem outra... em 1914... o bom Pio X pediu pra Viena castigas a "cismática" Sérvia...

    ResponderEliminar
  3. os revisionistas pró-Polônia tentam colocá-la como a eterna vítima... que só fez apanhar dos alemães e russos...
    mas evita falar do imperialismo polaco... que tomou partes da Lituania(incluindo a capital Vilna!), Belarus, Galizia ucraniana e uma pekena parte da Czecoslovakia.
    ninguém fala dos pogroms contra os ortodoxos e greco-católicos ucranianos da Galizia... A Polonia era praticamente uma espada do papa no Leste....
    a Polonia de Józef Piłsudski sonhava com um imperio do Báltico ao Negro (Międzymorze = entre mares)

    ResponderEliminar
  4. Tu és o tipo mais chato deste blog, Stefano. Não acrescentas nada, só metes links para vídeos que não interessam a ninguém, escreves (e escreves mau português) com o caps lock ligado. Vai atazanar os blogues brasileiros, que aqui os assuntos são sérios, enquanto que a tua conversa é de um fanatismo e cegueira que não se querem em lado nenhum, tanto no lado religioso como no ateu/agnóstico.

    Um anti-chatos

    ResponderEliminar
  5. Stefano,

    E os "autos de fé" promovidos por Stalin, Pol Pot, entre outros? Esses também foram por motivos religiosos? Também foi a ICAR que os promoveu?
    Abre os olhos amigo, a religião é só uma desculpa para o poder. Se não houver religião, arranja-se uma ideologia e os "autos de fé" acontecem na mesma...

    ResponderEliminar
  6. Anti-semitismo = anti-judaísmo?E,os palestinos,o que são?Raça Escória?

    ResponderEliminar
  7. Ora, ora... este blog se mostra cada vez mais títere do sionismo organizado

    ResponderEliminar
  8. Olá, eu sou um judeu... adoro ser a eterna vítima... I$$o me rende muito $$$...

    "A fabula do holocau$to é de tal modo lucrativa que seria loucura advertir os ignorantes de seu erro"

    (parodiando Leão X)

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.