sexta-feira, 2 de abril de 2010

Educação

No mês passado o Texas Board of Education resolveu endireitar a história à boa maneira estalinista e determinar o que os livros podem e não podem dizer. A votação final das propostas é em Maio. Entre as inovações está a rejeição da ideia de que a Constituição prescreve a separação da igreja e do estado, a introdução de referências aos movimentos negros que advogavam a violência - como os Black Panthers - durante os anos sessenta, o ensino da supremacia do capitalismo sobre todos os outros sistemas ideológicos e o estudo dos movimentos conservadores dos anos oitenta e noventa: a Heritage Foundation, a Moral Majority e a National Rifle Association.

O membro mais violentamente reaccionário e criacionista, um dentista de College Station chamado Don McLeroy, perdeu as eleições e não vai poder continuar a envergonhar o país e o estado do Texas com os seus discursos completamente idiotas.

3 comentários :

  1. o SR. É ESPECIALISTA EM sTALINISMO?dIGA LÁ O QUE SABE E,O QUE NÃO SABE.jÁ QUE É UM ESPECIALISTA NA TERRA DO iMPÉRIO(SIM,NÃO SABE Q TEM À VOLTA DE 800 bases militares espalhadas no mundo?E que já foram mortas milhões de pessoas por essa grande democracia?»

    ResponderEliminar
  2. Os extremos tocam-se, anónimo, os extremos tocam-se, como diz o Filipe...

    ResponderEliminar
  3. Não percebo. Justamente porque isto é uma sociedade militarizada, obcecada com armas e com violência, cujos heróis nacionais são pistoleiros, justamente por isso é que a extrema-direita quer impôr uma educação que evite que as crianças pensem e questionem a violência como forma de resolver todos os problemas o mundo...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.