quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Os tempos estão perigosos



Começam-se a ouvir burburinhos em resposta, mas o silêncio ainda é esmagador.