quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Este assunto deveria ter mais atenção

  • «"Que o senhor Paulo Portas esclareça que Portugal não está por detrás e que nos explique como é que um asilado político em Portugal, sob custódia de Portugal, aparece na Guiné a fazer uma tentativa de tomada de um quartel." (...) Um grupo alegadamente comandado pelo capitão Pansau N"Tchama, um militar que estaria em Portugal, onde tinha pedido asilo político, tentou assaltar um quartel militar na madrugada de domingo, uma ação da qual resultaram seis mortes. (...) A agência Lusa questionou o Governo português sobre a presença em Portugal de Pansau N"Tchama e em que qualidade, e se saiu de Portugal com conhecimento das autoridades. Não obteve resposta, "por questões de confidencialidade". (...)» (Jornal de Notícias)

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.