quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Reino Unido ameaça invadir Equador





 O Governo britânico ameaçou invadir a embaixada do Equador, cujo território está efectivamente sob a soberania do Equador, quebrando quase todos os precedentes diplomáticos, por recear que o Equador conceda asilo político a Julian Assage.

O Governo do Reino Unido ameaça praticar aquilo que é verdadeiramente um acto de guerra, para garantir a extradição para a Suécia de Julian Assange. Vale a pena recordar que acusações justificam todo este zelo, adequadamente descritas nesta notícia do Guardian.

Julian Assange justifica o pedido de asilo recorrendo ao historial de extradições da Suécia para os EUA. Se nos lembrarmos como vários altos responsáveis políticos nos EUA apelaram a que Julian Assange fosse julgado por espionagem, ou considerado terrorista (existiram até apelos ao seu homicídio), devido às acções da wikileaks, e da forma como têm ocorrido detenções indefinidas, sem direito a um julgamento justo, o seu pedido de asilo parece perfeitamente razoável, e há boas razões para acreditar que seria concedido.

Este é um mundo diferente daquele que viveu o escândalo de Watergate considerando heróis aqueles que divulgaram informação que não agradava aos poderosos. Esta enorme diferença na forma de lidar com o jornalismo de investigação representa um risco para a Democracia.

1 comentário :

  1. o regime inglês protegeu Pinochet e agora quer condenar o Equador por dar asilo a Assange. Fuck off, Cameron!

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.