quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O cano de uma pistola pelo cu

Recomendo vivamente a leitura deste texto do escritor espanhol Juan José Millás. O original foi publicado no "El Pais" de 24 de Agosto. Uma tradução portuguesa encontra-se, por exemplo, na Pegada.

4 comentários :

  1. pois não sei qual é a sequência, mas aposto que é mais uma dessas postas de ódio e divisão que prenuncia repressões futuras nas sociedades envelhecidas e naturalmente conservadoras

    no passado essas sociedades eram envelhecidas prematuramente por guerras longas que dizimavam os mais pequerruchinhos

    hoje porque mesmo os mais novos (e os flipes de meia idade) já nascem senis

    e comem todas as toadas dos hitleres de ocasião
    as massas são femininas e querem é que gritem o que elas querem...
    se calhar és nazional sucialista e nã tinhas adescoberto a tua vocação

    cultura? puxo logo da pistola e...pois
    resumindo:és um bruto que brutaliza outros brutos
    és normal...tás fino meu

    A merckel é uma nazi, a aurora dourada que não pagar nem negociar são bons tipos

    o que eles entendem é a forza
    forza ithalia...

    ResponderEliminar
  2. é advinhei né?

    Esse porco (tal como os filhos de porcos e macacos não islamitas, o mamífero impuro do mundo socialista) e ainda por cima ter uma mãe que se vendeu ao capitalismo explorador que é pecado, vulgo filho da puta pode, tal como Polpot fazia, dizer que as putas eram caspa de Lon nol e logo cortava-lhes as cabeças para as reeducar...

    é de facto um escritor de truz, um vero Filipe 2º ou 3º, merecedor de um lugarzinho aqui no B-log da maçonaria a mil i tante.


    por exemplo, um exemplo de truz, fazer com que a tua (de um agricultor servo da gleba que por acaso produz 200 quilos a mais do que os que come, tendo em conta que a maior parte das explorações não é para subsistência, mas enfim produção de trigo se valorize ou desvalorize dois anos antes de sequer ser semeada....nota-se agora com a seca

    a bolsa de mercadorias visava dar estabilidade aos preços da produção
    e cumpriu esse papel ao longo de século e tal
    garantiu preços a milhões de pequenos produtores argentinos, norte-americanos e alemães
    e manteve o preço do trigo, estável durante duas décadas de 1990 a 2007
    salvo em 4 desses anos
    com vantagens para quem come pão

    e com desvantagens para os agricultores ibéricos que viram o preço dos meios de produção subirem e o trigo estagnar


    For most of the past fifty years, real agricultural commodity prices followed a downward
    trend punctuated by short-lived peaks that were not matched by equally pronounced and
    short-lived price falls but rather were separated by extended price troughs. Since 2000 it
    appears that prices have departed from their long-term downward trend and have become
    increasingly volatile (Figure 1). Prices increased between late-2006 and mid-2008 to their
    highest level in thirty years, fell sharply through 2009 then regained their 2008 peak in late-
    2010-early 2011. The resurgence of high food prices in 2010 prompted fears of a repeat of the
    2007-8 food crisis threatening increasing food insecurity, rampant food price inflation and
    civil unrest. Fortunately, the worst fears have not materialized generally. However, the
    OECD-FAO Agricultural Outlook expects prices to remain above their historical trend levels
    and to continue to be volatile in the medium term. High and volatile agricultural commodity
    prices are likely to persist and continue to challenge the ability of consumers, producers and
    governments to cope with the consequences.
    Figure 1. Evolution of the FAO Food Price Index 1990-2012

    na verdade é mais outro demagogo que escreve e não sabe ou não quer pensar

    ou seja um dos vossos irmãos mentaes...

    em 1977 quando os silos da então EPAC tinham trigo para 2 semanas de pão em Lisboa, essa estabilidade de preços foi muito boazinha para uma revolução em vias de renovação por falta de pão

    pecebido?
    claro que não...

    ResponderEliminar
  3. esquecia-me voçês só sabem escrever...

    não sabem nem ler, nem pensar...é pena

    ResponderEliminar
  4. sabato, 1 settembre 2012DA TETRA LI DADA E DA TEATRALIDADE ARROGANTE DA PUTALÍTICA PUTOGOESA
    A É-LI-Te UNI Bolso ou UNI BERSERKiTária não Unitária
    Nem em verso arroga-se uma forma superior de cu d'ananias
    Vulgo cidadanias e em nome dessa forma superior de cidadania
    Impõe Morais I-Morais Tabús TáBuas com X ou mais mandamentos
    Listas de execução dos escravos boçais que não compreendem
    as altas morais e murais que os seus melhores impõem a murro
    Esta cidadania pertence a certas é-li-te mas li-te pouco
    Podem ser Sociais Lógicas de uma Loja Universitárias
    Ou simplesmente de Fanum's e Fanan's de Otários
    O Ensino Superior é mais pródigo nestes prodígios mentais
    Pois ensinou-lhes que:
    se eles chegaram à cúpula do conhecimento é porque são
    Excel entes ou outras entidades dotadas de pré-visão
    São Lentes e isso chega
    Que tenham o cérebro de uma sardinha
    E as capacidades literárias de uma cagadela de mosca
    Isso não lhes faz mossa nem os envergonha
    Eles Bastam-se a Si e aos Seus Por Aquilo que São
    Que as suas Refunf acções e Afundações não tenham missões
    É algo secundário
    O Fim justifica todos os meios e premeios
    E o Fim chega sempre
    Desde que não lhes chegue ao pelo...
    Para as é-li-te agora mesmo...desde que se chegue ao Fim
    Putalítica Ibérica Reuni-vos

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.