quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Mais um vil ataque do fundamentalismo ateu?

Homem português fez apelo público, rapidamente difundido em todos os órgãos de comunicação social (sem enquadramento crítico nem contraditório...), à «derrota» de «qualquer tipo de idolatria, superstição, confessionalismo, catolicismo ou crença religiosa».

[Diário Ateísta/Esquerda Republicana]