sábado, 6 de agosto de 2011

O começo de António José Seguro

Apesar do meu assumido ceticismo, há que admitir que António José Seguro começou bem como líder eleito do PS, ao adiantar que o partido não viabilizará a revisão constitucional que a direita queria. Com o governo provavelmente mais à direita de sempre (economicamente mais à direita que Marcelo Caetano, pelo menos), a única garantia de preservação de um mínimo de Estado Social é a Constituição. É bom que o PS reconheça isto. Não sei se Sócrates ou Assis o reconheceriam desta maneira.
Apesar de tudo, continuo a achar que Seguro é um líder transitório que nunca chegará a primeiro ministro. Vamos ver se tenho razão ou não...

1 comentário :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.