quarta-feira, 22 de junho de 2011

Prémio de consolação

Concordo com grande parte das ideias que Nuno Crato apresenta aqui, algumas delas bastante radicais, mas sensatas:



É diferente falar e fazer, mas mas ver os problemas e as soluções de forma lúcida é sem dúvida um bom começo.

Parece-me que o seu contributo para reformar a educação vai ser positivo. Um bom ministro, num mau governo.

4 comentários :

P.A. Lerma disse...

quando um grupo de pessoas competentes se junta de uma maneira improvável

cada um vê sempre defeitos

aparentemente um professor do ISCTE ou de outra dessas mecas do conhecimento

tem um contacto muito maior com a economia nacional do que um importado do canadá

Nuno Crato como orador faz-me dormir o que eu considero positivo

não é por eu o considerar soporífero que vou dizer que ele será um mau ministro

agora pôr em prática as ideias dele com um sistema de ensino cada vez mais burocrático que promove a uniformização das prácticas pedagógicas em vez de ser mais liberal nas abordagens

logo é a má gente que faz mau o bom governo

P.A. Lerma disse...

ah e se é radical nunca é sensato

revoluções instantâneas não existem

trazem sempre falsos acólitos

e ideias deturpadas

João Vasco disse...

«ah e se é radical nunca é sensato»

É uma das falácias mais comuns, essa. A ideia de que a moderação é sempre mais sensata.

Muitas vezes não é.

one hundred trillion dollars disse...

É uma das falácias mais comuns, essa. A ideia de que a revolução pode mudar tudo

num universo que é estático por natureza e reproduz....a treta por séculos e séculos

basta ver os exames do técnico
curiosamente fiz uns quase iguais ao que um tal de Pinto fez em 68 ou coisa assi

curiosamente o professor da cadeira chamava-se Pinto

e fez carradas de estudos sobre a sua falta de capacidade

o Nuno Crato põe-me sempre a dormir

por isso é um tipo fixe

sofro de insónias
desde que começou a crise em 2006