quinta-feira, 30 de junho de 2011

«Nem Alá, nem Senhor»

O documentário «Nem Alá nem Senhor», da realizadora tunisina Nadia El Fani, já provocou  manifestações furiosas dos extremistas islamistas, que gritam barbaridades intimidatórias como «a Tunísia é um Estado islâmico» e «o povo quer criminalizar a laicidade». Não suportam que se debata a laicidade num país de maioria muçulmana, e que a realizadora seja ateia. Que ninguém se espante: viram-se cenas semelhantes em Lisboa há poucas décadas, por causa de uma caricatura com Papa e preservativo ou à porta de cinemas que projectavam filmes com «Maria» no título. Tunes não está assim tão distante de Lisboa.

Fica em baixo um excerto do documentário.

2 comentários :

  1. Não percebo por que motivo não traduzem a palavra "Alá" por "Deus".

    Ficaria "nem Deus nem patrão", que foi um slogan dos anarquistas europeus no século 19 e 20.

    Têm a mania de não traduzir "Alá", precisamente para cavarem bem fundo o fosso entre a religião islâmica e a Europa.

    ResponderEliminar
  2. Não, é mais para sublinhar que a ideia faz o seu caminho também nos países de população muçulmana. O que é uma novidade.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.