terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Ana Teresa Vicente revisited

Nos blogues que referi ninguém abordou o caso da ainda presidente da Câmara Municipal de Palmela, que se vai reformar aos 47 anos. Mas no facebook encontrei esta imagem, que é bastante recente e não pode deixar de ser considerada uma "resposta" ao "caso Ana Teresa Vicente". Isto levou-me a comparar a autarca e o líder. Jerónimo de Sousa é secretário geral do PCP, e desde 1975 que ou é deputado ou é funcionário do partido. Ana Teresa Vicente é socióloga; de há quase vinte anos para cá que só desempenha funções autárquicas, primeiro como vereadora de Carlos de Sousa e depois como presidente da câmara de Palmela. Não é funcionária do partido (nem nunca foi, que eu saiba). É uma das poucas "renovadoras" que restam e, como tal, o partido não conta com ela para nada, e provavelmente vê nesta lei de limitação de mandatos uma boa oportunidade de se ver livre dela. Não se vislumbra uma hipótese de prosseguir uma carreira política (a não ser que se convertesse ao PS, que a receberia de braços abertos, mas não creio que o queira e tem todo o direito de não o querer). Não me parece que seja fácil para ela arranjar um emprego fora da política nesta altura da sua vida (e não sabemos que tipo de encargos tem). Julgo evidente que é uma situação bem diferente de a de um funcionário do partido, autarca ou não. Não estou com isto a defender a sua atitude, mas nada garante que a própria Ana Teresa Vicente a defenda em abstrato. Simplesmente essa possibilidade existe na lei - este é que é o verdadeiro problema - e limitou-se a aproveitá-la. Não são os funcionários partidários que lhe vão dar lições de moral. Repito: não estou a defender a sua atitude. Mas quem nunca teve de tomar atitudes com que não concorde, quem nunca teve dilemas, ou tem um rendimento fixo ou é muito novo.

2 comentários :

  1. quem nunca teve de tomar atitudes com que não concorde, quem nunca teve dilemas, ou tem um rendimento fixo ou é muito novo

    Ora aqui está uma bela frase, bem verdadeira.

    ResponderEliminar
  2. Filipe,

    Antes de mais, parabéns pelo teu texto.

    Não querendo fazer qualquer tipo de "publicidade" ou "divulgação" no vosso espaço, mas apenas para enriquecer a reflexão sobre este tema, convido-te à leitura de um texto do Rui Cerdeira Branco, no blog 365 Forte:

    http://365forte.blogs.sapo.pt/30668.html

    Abraço e boas escritas.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.