quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A escolha do PCP

O PCP poderia escolher Carvalho da Silva e garantir um resultado de quase 15%, apanhando metade do eleitorado do BE. (Mas sabe-se lá se o líder da CGTP ainda é do PCP.) Ou escolher Odete Santos e fazer ainda um bom resultado, com uma personagem carismática e heterodoxa. (Mas Odete não deve ser de confiança.) Ou escolher Bernardino Soares e testar a possível sucessão de Jerónimo. (Mas não devem querer pensar nisso.)

Portanto, avança Francisco Lopes. Um apparatchik como o PCP deve ter muitos. Glória a Cunhal nas alturas. Um exército de autómatos uniformizados presta-te honras.

4 comentários :

  1. o PCP já morreu, mas eles ainda não deram por isso ;-)

    ResponderEliminar
  2. O PCP ainda subsiste devido à sua ortodoxia

    Um apparatchik como o PCP deve ter muitos, ok e o Manuel Alegre ou o Cavaco são o quê

    exceptuando a nova Maria de Lurdes Pintassilgo vinda da AMI
    todos têm os seus pecados e automatismos mais ou menos pronunciados

    um autómato anónimo é pior que um
    autómato mediático?

    sinceramente...o papa nomeia hereges para bispos?

    enfim é uma candidatura como as outras para perder

    a dos Enapá2000 é também carismática mas tal como Odete Santos ninguém a leva a sério...
    Portugal votante 40 a 50% do total ainda é conservador
    as aparências contam
    Parece mal

    ResponderEliminar
  3. Ricardo,
    o PCP enquanto organização está bem vivo (e reproduz-se). A ideologia que representa é que está morta.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.