terça-feira, 29 de novembro de 2005

Manuel Alegre e a integração dos imigrantes

«"Defendo que quem nasce aqui tem o direito de ser português, se os pais assim o quiserem", disse Manuel Alegre, durante contactos com associações das comunidades de São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Brasil, numa referência à Lei da Nacionalidade em discussão na Assembleia da República.
Ressalvando que alterar a lei "não é competência do Presidente da República", o candidato quis pronunciar-se sobre o assunto, acrescentando: "Tenho o direito de me exprimir e faço-o, ao contrário de outros".
(...)
Manuel Alegre defendeu um alargamento progressivo do direito de voto concedido aos imigrantes a todos os actos eleitorais, a presença de "mais deputados destas comunidades" no Parlamento - "a multiculturalidade tem de estar presente na Assembleia da República", salientou -, tudo para evitar "fracturas sociais e urbanas" como a registada recentemente em França
Basear a nacionalidade no direito de solo (e não na ascendência) e conceder o direito de voto no princípio da residência são duas causas que me são caras. É bom que Manuel Alegre as abrace. (Já quanto à presença de deputados de origem imigrante no Parlamento, tenho algumas dúvidas quanto à sua importância; nestas coisas, a artificialidade pode ser uma armadilha.)

1 comentário :

Anónimo disse...

bela citação de manuel alegre....concordo plenamente km a integração de imigrantes em portugal...
Além dixo..portugal é 1 pais k tem emigrantes em quase todo o lado....e goxtamx d ser recebidos bem..e respeitados e integrados na sociedade dexes mm paises...pk para sermos respeitados tb temx d respeitar os outros....s kerem ser vbem recebidos..tb temx d saber receber os outros....
(blog o 4ºpoder)