quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Williamson expulso da Argentina

O bispo negacionista Williamson abandonou a Argentina. Regressou ao Reino Unido, país de que é nacional. Williamson é hoje um herói das organizações de extrema-direita e neo-nazis.

No aeroporto, dois elementos da sua guarda pessoal agrediram um jornalista, enquanto o próprio Williamson os ameaçava com o punho.

A polémica, para além de mostrar o anti-semitismo que persiste nos sectores católicos tradicionalistas de que Ratzinger se escolheu aproximar, evidenciou também as ligações da Fraternidade São Pio X à ditadura militar argentina. Em 1976, Lefebvre elogiou a ditadura argentina como «um governo de ordem, que tem princípios». Em 1977, reuniu-se com o ditador Videla, que lhe facilitou a instalação no país da sua organização. Os lefebvristas viriam a ter um acesso privilegiado às forças armadas argentinas. Recorde-se que a ICAR argentina colaborou proximamente com a ditadura militar, havendo mesmo o caso de um padre que colaborou na tortura de presos políticos, e que foi posteriormente protegido pela hierarquia da ICAR. Depois de detido (numa paróquia remota do Chile) seria condenado a prisão perpétua. Sabe-se também que a Fraternidade São Pio X deu asilo, em França, ao criminoso de guerra fascista Paul Touvier.

Williamson não deseja, visivelmente, qualquer reconciliação com Roma, para ele um antro de comunistas e mações. Roma também não deseja Williamson, que se tornou incómodo. A própria Fraternidade São Pio X ganhará em desembaraçar-se de um homem que diz em voz alta o que costumam dizer em privado. A solução, portanto, deverá ser a marginalização de Williamson.

Como o Diário Ateístaanunciara no verão de 2005, Ratzinger tem uma postura de abertura à extrema-direita. Presumivelmente, deseja uma ICAR mais coesa (mais radical), e se isso implicar a diminuição do número de católicos, pouco lhe importa. Resta saber como lidará com o anti-semitismo de outras figuras da Fraternidade São Pio X, como Tissier de Mallerais.

Williamson tem o seu próprio blogue.

[Diário Ateísta/Esquerda Republicana]

58 comentários :

Costa disse...

primeiro acho q devemos respeitar a opinião dele , segundo ele tem o direito de negar aquilo em q nao acredita , terceiro pq e q temos todos de pensar q existiu, é obrigatório?
isso assim sendo obrigatorio acreditar q existiu ja e ditadura de ideias e de crenças
joao costa

Ricardo Alves disse...

Ele tem todo o direito de negar factos históricos, como tem todo o direito de negar factos científicos. Aliás, a profissão dele passa por esta última negação.

E nós temos o direito de criticar as negações dele, de estudar o seu significado, e de tirar as nossas conclusões.

João Vasco disse...

Ora nem mais!

Anónimo disse...

Ricardo.... então aproveite e critique a MASSMEDIA por omitir o holocausto Ustasha(Ante Pavelic) só porque tinha ligações com o Vaticano.
Se negar o holocausto nazista é crime, então te digo que omitir o holocausto Ustasha, só pra não irritar o Vaticano, é 1 crime pior ainda!
Falei com 1 alemão sobre a Ustasha e ele ficou espantado... é compreensível... afinal este regime era "santificado" e conseguiu horrorizar até mesmo as SS!

Pedro, o cristao calmo disse...

Curioso é que este bispo também afirmou que o 11 de Setembro foi obra dos EUA.

Isto deixa alguns ateus de certa esquerda que também o afirmaram com uma bota díficil de descalçar nao?

P.s. Nao foi o caso do Ricardo Alves mas no diário ateísta houve quem partilhasse da opiniao do bispo.

João Vasco disse...

Pedro,

Rejeito a tese do envolvimento norte-americano nos eventos do 11 de setembro. A não ser por uma incompetência quase criminosa na forma como lidou com esse problema, antes e depois do embate.

No entanto, se o bispo Williamson disser que os mamíferos respiram, isso não coloca quem fizer a mesma afirmação em apuros. Ou seja, a tese do envolvimento malicioso do governo dos EUA não se torna mais ou menos ridícula apenas porque esse bispo a apoia.

Por isso, esse comentário não passa de uma manobra de diversão. A bota por descalçar é a daqueles que aceitam sem críticas a atitude do Papa de aproximação a esta gente. Não é só o bispo Williamson que é negacionista...

Zeca Portuga disse...

Mantenho a minha posição sobre o assunto:
Ateu cita ateu, aldrabão cita aldrabão, a justificação para as ideias de um ateu são as palavras de outro ateu, e lá vamos vivendo!

Na conjuntura actual, eu sou anti-semita: detesto os judeus e acho-os extremamente perigosos, tendo em canta aquilo que eles têm feito nos últimos anos.

Já chega de se armarem em vitimas. O mesmo estatuto deveriam ter os ciganos, por exemplo, e não têm.

O absurdo deste post, é falar de algo que está completamente descontextualizado.

Em todas as guerras, em todos os conflitos, em todas as revoltas há excessos, de parte a parte, e os ateus nunca foram os melhores da fita.
Se há menos relatos das barbaridade dos ateus, deve-se ao factor de serem uma sub-raça de defeituosos, muito rara. Mesmo assim, alguns ficaram bastante célebres, desde “Dracula” até Stalin.

Mas, os estados laicos e seus exércitos laicos não são menos cruéis: da Bósnia ao Iraque, de Guantanamo ao Afeganistão – em todos estes lugares, senhores laicos a mando de Estado laicos, torturam, matam, assassinam, destroem.

Relativamente ao Holocausto, acho exagerada a proporção da importância dada aos judeus, no assunto. Como tal, dizer que o holocausto visava exterminar apenas os judeus, quando na verdade visava acabar com as “raças impuras” – os portugueses, se tivessem envolvidos na guerra, teriam sido vítimas iguais aos judeus.

Portanto, fazer, exclusivamente, do Holocausto o extermínio de judeus, é algo em que eu não acredito.
É certo que morreram muitos.
Mas, salvaguardadas as proporções do conflito, os americanos e os israelitas juntos, matam tantos quanto Hitler, com uma crueldade parecida!

Mas, desses, os ateus nem piam!
Além disso, este lamento dos ateus, é apenas uma questão religiosa.
Porque a sua parca inteligência leva-os a concluir: é religioso, logo é mau.
Talvez se pusessem os olhos na actual China ateia, pudessem perceber que o mundo é igual dos dois lados.

As questões religiosas são entre religiões, quando se metem ateus no assunto descambam para a estupidez!

Anónimo disse...

Pedro, acredito que os EUA armaram o 11 de setembro pelo mesmo motivo que Hitler armou o caso Reichstag.

Aliás... os EUA sempre inventaram "casus belli" para entrar ou promover guerras....
Veja os casos.. "Maine","Lusitania","Pearl Harbor","Tonkin" e "11/9"....

Vasco, eu te pergunto.... e se o inglês negasse os crimes de Pavelic?? ele seria igualmente criticado???

Anónimo disse...

caro, Zeca... pq o vaticano não gosta de falar de Ante Pavelic, Jozef Tiso ou Ngo Dinh Diem??
Medo???

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Vai ter que perguntar ao Vaticano, e não a mim.

Do meu ponto de vista (o que digo apenas a mim me vincula), o Vaticano não fala de assuntos com os quais nada tem a ver – e faz muito bem.

A menos que também ache a tasca ateísta ai do Brasill tem que responder pelas barbaridades de um país ateu como a China.
È disto que estamos a falar!

Aliás, acho que você nem tem ideia de como funciona a hierarquia da Igreja, porque passa a vida a meter os pés pelas mãos.

Recentemente dois brasileiros assaltaram um banco em Portugal, acabando por ser abatidos.

Vai-me dizer que a culpa é do governo brasileiro, e que o governo deve responder por isso?
Porque razão o governo brasileiro não se pronuncia (assumindo culpa) sobre estes e outros casos?

Pela mesmíssima razão… não são assuntos com os quais tenha a ver.

Você ainda nem percebeu isso.

Nisso eu nem o critico, porque vejo a fraquíssima capacidades que demonstra ao usar algumas fotografias dando-lhes um significado que ele não têm.

Já agora: você sabe que, durante a Idade Média, em alguns países, sempre que um individuo era condenado à morte (por crimes civis), um padre era obrigado a assistir, sob pena de desobediência, recitando orações durante ao acto!?

Anónimo disse...

Só pra te lambrar, o Vaticano foi conivente com o regime Ustasha. Não puniu nenhum padre envolvido no regime. O Vaticano ajudou Ante Pavelic e outros carniceiros Ustasha a fugirem pra Am.do Sul, sem falar que o Banco Vaticano receptou e lavou o $$$ roubado pela gang de Pavelic.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

"Não puniu nenhum padre envolvido no regime."

Não puniu nem tinha que punir.

Pergunto-lhe: os brasileiros delinquentes em Portugal são punidos pelo seu país?

O Vaticano é um Estado igual aos demais. Rege-se por acordos e convenções internacionais, e nada mais.
Além disso, o Vaticano não tem, em termos de direito internacional, jurisdicção sobre cidadãos de outro país.

Punir estrangeiros, por crimes estrangeiros... é a filosofia que alimenta Guantanamo e outas aberrações dos Estados laicos!

Anónimo disse...

Ah,é?? Então o vaticano não tem nenhuma responsabilidade sobre seus sacerdotes??? Então eles podem fazer o que bem quiserem em nome de deus e da fé papal??? Não fuja do assunto....
O ato do Vaticano de receptar e lavar dinheiro roubado é crime gravíssimo.... ainda mais de dinheiro nazi (ustasha). E ainda por cima ajudou ustashas (nazicroatas) a fugirem da Europa... (Ratlines-San Girolamo)...
e ajudou também Klaus Barbie,Adolf Eichmann e Josef Mengele.

Ah, bem que eu sabia.... os católicos tem medo deste assunto....
nazismo e ustasha....

Ricardo Alves disse...

«O Vaticano é um Estado igual aos demais»

Não concordo.

Diga-me:
-qual foi a data de independência?
-onde está o povo desse Estado?
-por que razão não tem separação de poderes?
-por que razão a Santa Sé não assinou a Carta da ONU?

Anónimo disse...

-Onde fica o aeroporto do Vaticano?
-Hospital
-Rodoviária
-Estação de trem??
- Qual o maior rio deste estado??

Pq o Vaticano depende da Itália pra se proteger?

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Claro que discutir assuntos destes com indivíduos com a sua formação, redonda nisto.
Tenho que lhe explicar o mais básico, dado tratar-se de um analfabeto. Espero que fique a perceber de uma vez cor todas, tentarei se o mais simples possível.

O Vaticano é um país como qualquer outro. Tem jurisdição apenas no seu território.
Enquanto sede da Igreja Católica (deve até, neste caso, chamar-se Santa Sé), apenas tem jurisdição sobre assuntos estritamente religiosos: questões dogmáticas, de fé, ou de direito canónico. As condutas dos agentes religiosos que saíam fora do direito canónico e das questões dogmáticas, não estão sobre a jurisdição do Papa.
Dou-lhe um exemplo:
Se um, padre resolver meter-se na politica e fazer campanha por um determinado partido, servindo-se do seu lugar de padre, ou se assaltar todas as casas do seu bairro, mas cumprir todos os seus preceitos religiosos, o Papa não tem qualquer jurisdição sobre os actos do padre – as ofensas aos mandamento as da Igreja, chamam-se pecados e não são julgados como os crimes: estão apenas sujeitas á confissão e penitência.
Mas, se pelo contrário ele cumprir todas as leis do estado, for um cidadão exemplar, mas resolver blasfemar durante uma missa, por exemplo dizendo que a Virgem Maria, depois de viúva , resolveu juntar-se com uma judeu teve muitos filhos, e dedicou-se à bruxaria. Este assunto é muito grave do ponto de vista religioso e cabe ao Papa julgar, e poderá determinar uma sanção canónica.

Estou cheio de aturar a sua aldrabice: desafio-o a apresentar-me aqui um documento oficial autenticado por um organismo oficial e reconhecido como tal, que prove algum depósito no banco do Vaticano de algum montante proveniente de tal lugar; ou a implicação do Vaticano na fuga de criminosos nazis, etc.
Mostre provas oficiais e concretas (e não, fulano disse no seu blog ou no seu site)

Apresente um documento oficial e reconhecido como tal.
Quero ver!

Se o não fizer, passo chamar-lhe aldrabão, mentirosos, desonesto e uma pessoa se qualquer tipo de dignidade; passando a partir daí a tê-lo como um demente sem qualquer tipo de responsabilidade no que diz.

E, não me venha com a citação de páginas da Internet, porque, se o seu conhecimento se fia apenas em conversa e dichotes, isso prova a sua fraquíssima capacidade intelectual, e não merece crédito.
Quero um documento oficial.

Ricardo:

Você não faz a mínima noção da patetice das suas questões.

Respondo-lhe apenas com uma pergunta:
Qual é a data de independência da China?

Anónimo disse...

típico desespero do zeca...

Quando cito Croácia, Alemanha, nazismo.. ele e outros catolicos se enrolaram todos....
e sem falar que o vaticano nasceu graças ao fascismo e lateranesi....

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Ah!!!!

Eu é que me desespero e você é que está a mentir!

Toda a gente sabe, menos os ateus (pelos vistos), que o nazizmo e suas ramificações, nada tinham de religiosos. Profanaram inúmeros locais de culto e perseguiram judeus, católicos, protestantes, etc.

Mas, não se consta que alguém tenha sido vitima do nazizmo só por ser ateu. Houve vitimas, por serem religiosos... logo eram muito menos tolerantes com as religiões do que com os ateus.

Independentemente disso, o vaticano nada tem a ver com o assunto. As relações dos diferentes paises com o Vaticano são reguladas por acordos de estado (bilaterais)chamados "Concordatas".

O Vaticano mantêm um embaixador em muitos países que toma o nome de "Núncio Apostólico".
Estas são as relacções legais do Vaticano com os diferentes estados.

Tudo o que saí fora disto, é estupidez e mentira.

O poder do Vaticano sobre a Igreja (o conjunto de todos os crentes), é um poder que se resume à influência espiritual, logo, a sua aceitação não exige ou implica poder legal.

Portanto, Stefano, continue com as suas mentiras, com as sua natural canalhice, porque já ninguém o leva a sério.

Anónimo disse...

"Toda a gente sabe, menos os ateus (pelos vistos), que o nazizmo e suas ramificações, nada tinham de religiosos."
Sei...sei....
http://anticlerical.multiply.com/photos

"Profanaram inúmeros locais de culto"
Os nazicatólicos(Ustasha) de Pavelic fizeram muito disto nas igrejas ortodoxas sérvias.... inclusive assassinatos e estupros coletivos dentro destas igrejas...
Procure saber do massacre da igreja de Glina.

poder espiritual do vaticano?? e não tem nada de político?? fala sério!!!

"Portanto, Stefano, continue com as suas mentiras, com as sua natural canalhice, porque já ninguém o leva a sério."

Olha quem está falando!!!!!
Xingue-me do que você é;
Acuse-me do que você faz!!!

estas fotos te incomodam?
http://anticlerical.multiply.com/photos

Zeca Portuga disse...

Stefano:

"inclusive assassinatos e estupros coletivos dentro destas igrejas..."

Como você é aldrabão, mostre-me um documento oficial sobre o assunto.

Não me venha com citações de paginas de ateus... essas eu já sei o que dizem.

Anónimo disse...

Ah,sei.. e páginas religiosas são confiáveis?? Hahahahahaha!


bom... procure saber do massacre de Glina!!
http://en.wikipedia.org/wiki/Glina_massacre
http://www.srpska-mreza.com/History/ww2/Glina-intro.html
http://www.holocaustrevealed.org/_domain/holocaustrevealed.org/Yugoslavia/Yugoslavia-Croatia.htm
http://www.christianaggression.org/item_display.php?type=ARTICLES&id=1104450145

é... pelo visto.. o assunto Ustasha molesta os católicos

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Quer uma melhor prova da sua aldrabice?

Onde está dito que algum católico participou no massacre? Onde?

Pelo contrário, tratou-se de uma emboscada realizada numa igreja Ortodoxa.
“Many Serbs responded positively and turned up at the Serbian Orthodox church in Glina”.

Depois, diz o dito artigo da Wikipédia que quem perpetuou o massacre foram os “Ustaše”.

“Croatian Ustaše members began to massacre the victims using clubs and knives.”
De resto, este massacre vinha no seguimento de outros actos: “some 500 Serbs from the Glina area of central Croatia were arrested and shot by Ustaše soldiers.”

E, para atestar o carácter não religioso do acto, lá veio a conclusão: ” The church itself was destroyed by the Ustaše shortly after the massacre.”

Onde está a ligação disto com a Igreja Católica ou com o Vaticano?

Aliás sobre a actuação do Bispo Stepinac, diz a wikipédia:


On May 14, 1941 Stepinac sent a letter of protest to Pavelić upon hearing news of the massacre in Glina, demanding that "on the whole territory of the Independent State of Croatia, that not one Serb is killed if he is not proven guilty for what he has deserved death.
On Sunday May 24, 1942 to the irritation of Ustaša officials, he used the pulpit and a diocesan letter to condemn genocide in specific terms, though without bringing himself to mention Serbs:
All men and all races are children of God; all without distinction. Those who are Gypsies, Black, European, or Aryan all have the same rights.... for this reason, the Catholic Church had always condemned, and continues to condemn, all injustice and all violence committed in the name of theories of class, race, or nationality. It is not permissible to persecute Gypsies or Jews because they are thought to be an inferior race. He also wrote directly to Pavelić, saying on February 24, 1943


Ou seja:
VOCÊ É MENTIROSO, OU ANDA A FIAR-SE EM CONVERSAS DE MENTIROSOS!

Anónimo disse...

Ah,sei... WIkipedia alterou essa parte pra isentar de culpa o s católicos e Stepinac!!
Veja este documentário, seu pobre fantoche de Roma!!!

veja o santíssimo stepinac ao lado da nazistada ustasha!!
http://www.youtube.com/watch?v=pWGyTPu6UDE

veja este texto
http://genocidios.faithweb.com/croacia.html

Anónimo disse...

veja isso também!!!
http://www.angelfire.com/extreme/genio/nazisorosacerdotes.html
Sobre Nazis, Oro y Sacerdotes



ROMA — En los últimos meses, han sido descubiertas en bancos de Suiza, Suecia, Portugal y otras naciones neutrales las riquezas que los Nazis robaron de sus victimas. Estas instituciones secretamente guardaban el oro robado. También habían estado involucradas en el lavado del mismo para adquirir material de guerra. Pero uno de los cómplices brilla por su ausencia, El Vaticano Se ha negado rotundamente en cooperar con la investigación. Ha cerrado el acceso a sus archivos a pesar de los pedidos de varias naciones y de grupos judíos.

Se espera que Stuart Eizenstatde de la Secretaria de Estado de Estados Unidos presente un reporte sobre las transacciones financieras del Vaticano durante la guerra. La acumulación de evidencia sugiere que el botín de los Ustasha (el gobierno Croata pro Nazi y clero fascista durante la guerra) fue llevado al Vaticano mediante sacerdotes Católicos. Este dinero fue usado para proteger y enviar a los criminales de guerra a Sudamérica.

De 1941 a 1945, los Ustasha exterminaron aproximadamente a 500,000 serbios, judíos y gitanos después de haberle robado sus propiedades y pertenencias. Le obligaron a los judíos de Zagreb el pago de 1,000 kilogramos de oro pese a esto los mataron de todas formas en los campos de concentración. La Iglesia Católica estaba fuertemente ligada a los Ustasha. Al principio del régimen, los sacerdotes católicos administraban las conversiones en masa de serbios mientras que los franciscanos diseminaban propaganda.

Muchos altos oficiales de la Iglesia fueron juzgados y condenados por crímenes de guerra. Entre ellos podemos contar al Padre Dragutin Kamber, quien ordenó la matanza de casi 300 serbios ortodoxos, "el verdugo de los serbios", el Obispo Ivan Saric de Sarajevo y el Obispo Gregory Rozman de Eslovenia, buscado como colaborador Nazi. En un juicio en el año 1946 resultaron convictos media docena de sacerdotes Ustasha, entre ellos el Fraile Franciscano Miroslav Filipovic Majstorovic, Comandante del campo de concentración donde los Ustashas torturaron y asesinaron a cientos de miles con una brutalidad que hasta los Nazis se espantaban.

Mientras la cantidad de documentos y pruebas crece, el Padre Krunoslav Draganovic, se perfila como uno de los caracteres más importantes entre todos ellos. El Fraile Franciscano fue un alto oficial del Comité Ustasha que organizaba las conversiones a la fuerza de los serbios. En 1943, los Ustasha arreglaron con la Iglesia la transferencia de Draganovic al Vaticano. Allí sirvió a la Iglesia en un seminario de Monjes Croatas que era un centro clandestino de actividad Ustasha. Se transformó en el emisario “no oficial” de los Ustasha en el Vaticano y el vínculo con la organización Vaticana de ayuda de refugiados de guerra. Draganovic y colaboradores como el Padre Golik fueron los responsables de ayudar y proveer a los criminales de guerra Ustasha el apoyo para escapar mediante la falsificación de pasaportes de la Cruz Roja y la creación del “ratline” (“la línea de las ratas”) una vía de escape creada por sacerdotes católicos en diversos países del mundo. Los Ustashas lograron escapar gracias a los esfuerzos de la Iglesia. La mayoría terminaron el Argentina, un país simpatizante de la causa nazi y clero-fascista en esos años. Así la mayoría de la cúpula Ustasha encontró su libertad.

El día que Alemania capituló, 288 kilogramos de oro fueron removidos del Banco Nacional de Croacia y del Tesoro Nacional. Parte de este oro cayó en manos de Draganovic, mas bien conocido por su sobrenombre "Padre Oro", lo distribuyó entre los soldados Ustasha y los refugiados Croatas. Nunca fue enjuiciado y volvió a Yugoslavia, donde murió en 1983.

El verano pasado un memorando llamó la atención del Departamento de Estado de Estados Unidos. Pero el Vaticano lo negó rotundamente. Otro reporte menciona como los Ustashas llegaron al Vaticano, vivieron en el Vaticano y en la residencia veraniega Papal de Castel Gandolfo; también hace mención sobre las pruebas de Ustashas conduciendo vehículos oficiales del Vaticano en Roma.

El apoyo del Vaticano hacia los Ustasha durante la guerra no era ningún secreto. Insisten en que no tienen nada que ocultar y al mismo tiempo se rehúsan a cooperar con los investigadores negándoles la entrada a los archivos. El Vaticano dice que como regla general, la Iglesia publica sus documentos después de 75 años, pero los investigadores mantienen que ese periodo ya ha pasado.


processo judicial:
http://www.vaticanbankclaims.com/faqs.html
UPDATED OCTOBER 2007
What is this lawsuit all about?

In 1998 the US State Department issued a report implicating the Vatican in the 1945 disappearance of the Treasury of the Nazi Puppet State of Croatia. The purpose of this lawsuit is to obtain legal accounting of the missing funds from the Vatican Bank and Franciscan Order, recover assets and distribute them to survivors and their descendants.

How much money is involved?

Nobody knows for sure except perhaps the defendants but estimates have run from several hundred million dollars to sums as high as two billion dollars in year 2008 dollars.

Who are the defendants?

Currently the Vatican Bank and the Franciscan Order are named as defendants. Some members of the Franciscan Order of Monks in wartime Croatia were militant Catholics and led pogroms against Orthodox Christian Serbs, Roma and Jews. Franciscans in Rome helped smuggle the Ustasha Tresury and assisted Ustasha war criminals in escaping justice. The Vatican Bank is alleged to have laundered a portion of the Ustasha Treasury.

What are the Ustasha?

The Ustasha were the Croatian Nazis who ran the puppet state of Croatia between 1941 and 1945. After 1945 they fled Croatia with the help of Croatian Franciscan priests and others via the infamous ratlines. The Ustasha continued activities against Yugoslavia from bases in Spain, Argentina, Canada and the United States.

What are the Crimes of the Ustasha?

The crimes of the Ustasha are too numerous to list here but they massacred over 700,000 Serbs, Jews, Roma, Anti Fascist Partisans, and others between 1941 and 1945. The Ustasha leader Ante Pavelic was given refuge by the Vatican, fascist Spain, and Peronist Argentine. The Ustasha Minister of the Interior, Artukovic, lived openly in California from 1949-1986 when he was finally deported to Yugoslavia and convicted of murder. Thousands of Ustasha escaped justice for their crimes due to their wealth and influence and the backing of the Roman Catholic Church and who along with certain rogue elements in the US and UK governments portrayed these war criminals as anticommunist freedom fighters.

What is the Position of the Vatican?

The Vatican Bank has claimed ignorance of any participation in Ustasha crimes or the disappearance of the Croatian Treasury. The Vatican has refused to open its wartime records despite requests from the US government, Jewish and Roma organizations.

Why was this lawsuit filed in 1999?

Successes by Holocaust survivors against Austrian, French, and Swiss banks and German and Austrian corporations to name a few provided renewed hope that justice will finally prevail against the Ustasha and their allies.

Survivors have suffered for years while the killers of their families have enjoyed the wealth stolen from Holocaust victims. The US government finally broke the silence about this little known chapter of the Holocaust in 1998.

Who are the plaintiffs?

The plaintiffs consist of individual victims and their families from the United States, Serbia and Ukraine and organizations representing victims from Serbia, the former Soviet Union and the United States.

As of March 2008 the lawsuit was still pending in federal court in San Francisco. The position of the defendants unfortunately remains unchanged as original survivors of the Croatian Holocaust have died without justice.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Sobre as narrações fantasiosas de que fala, tem apenas um comentário: MENTIRAS ESTUPIDAS E IMBECIS EM QUE VOCÊ ACREDITA PIAMENTE!


Basta uma leitura transversal para ver que um conjunto enormíssimo de incongruências de datas e pessoas e aldrabices do mais refinado ódio à igreja.
Evidentemente que se trata de um trabalho de montagem de uma organização "de terrorismo ideológico", por exemplo, com fotografias que não correspondem ñem de longe à legenda.

Tanta asneira sem uma só fonte séria ou confirmável, é um delírio de dementes

Portanto, tenho mais que fazer do que aturar as suas aldrabices.

Relativamente ao Banco do Vaticano, nunca a Santa Sé deverá dar oportunidade aos neo-colonizadores e terroristas americanos de espreitar lá para dentro - esse é o interesse deles, mas nunca conseguirão.

Nos últimos anos, tem existido uma colagem dos interesses dos ateistas a um certo delírio de "martirizados judeus" que têm que ser protegidos.
É fácil de ver o interesse dos ateístas ao colar-se aos judeus e ao tentar inocentar os nazis colocando a culpa nos católicos.
Hoje, em maior parte dos escritos, os ateus são judeus ortodoxos.

Há, no entanto, uma questão a ressalvar, quando se fala das riquezas dos judeus. De igual forma, todos os países que foram invadidos tiveram um saque das suas riquezas. Portugal foi invadido 3 vezes pelas tropas francesas de Napoleão.

Quando podemos ir buscar as fortunas que nos roubaram?
Quando será que os ateus, americanos e preocupados com ao “anti-semitismo” resolvem abri um processo contra os franceses que roubaram Portugal?

O mesmo se passou com inúmeros países?

Isto para lhe dizer que a estupidez das ideias que lhe andam a meter na cabeça é tão absurda como pensar que os EUA foram apara o Iraque procurar armas de destruição maciça.

Uma coisa é você ser ateu, outra, muito diferente, é ser desonesto, mentiroso e aldrabão, tentando construir factos que não têm fundamento histórico, acreditando piamente em fantochadas escritas em blogs e sites de anticatólicos, ateus e outros delinquentes e terroristas.

Anónimo disse...

Se é assim... por que o site do Vaticano não tem 1 texto repudiando a Ustasha?? Ah, sei... o vaticano nem gosta de falar disto!! Tampouco gosta de falar do padre Josef Tiso... tampouco gosta de falar de Ngo Dinh Diem!!! Não lhe convém!!
Isso mesmo!! Desmereça as fotografias.... a casa caiu pra você!!
A Casa Branca é terrorista sim, concordo!! O vaticano não fica atrás!
Aliás EUA e Vaticano em comum resgataram criminosos nazistas depois da guerra, apoiaram regimes fascistas (lucro... obivamente)..

Quem disse que inocento os nazis?? de maneira alguma!!!
Quem disse que me centro nos judeus??
De forma alguma!!!
Pelo visto... a Ustasha incomoda muito bem os catolicos....
os mesmos catolicos que ficam falando da URSS, Portugal de 1910 etc.

A Croácia de Pavelic é só um exemplo claro de que a fé no poder é 1 merda!

Zeca Portuga disse...

O Vaticano, como Estado, não tem que condenar nada que não afecte a sua suberania ou a religião Católica.

Eu não tenho problemas nenhuns em falr disso.
Aliás, se tivesse vivido nesse tempo, para salvar a minha pele e a dos cristãos, nem uma só palavra teria dito contra estes regimes. Toda a gente sabe que quem os criticasse seria destruído.

E, não me venha você dizer que o faria (criticaria ou se oporia a esses regimes), porque eu também não acredito!

"A Croácia de Pavelic é só um exemplo claro de que a fé no poder é 1 merda!"

Não vejo aí a "fè no poder", mas olhe que oa teistas no poder não são melhores: veja Stalin na Russia; Mao-Tse-Tung na China... ou Fidel em Cuba!

Anónimo disse...

Ah,é?? onde está seu deus fantasioso nessa hora??? pq não desce do céu e bate em Hitler e sua gang?? ah,claro que não!! Hitler contribuiu muito ($$$$) pras obras da igrejas...

Não disse?? a Croácia de Pavelic incomoda os papistas

Stalin e Mao... agiram de maneira política.

Fidel é o maior líder da Am.;Latina... pode falar tud contra ele... mas ele melhorou educação,saúde etc. da ilha...
você e outros ultramontanos o odeiam pq ele não é serviçal da igreja;;;;

zé gato disse...

"Stalin e Mao... agiram de maneira política."

é verdade... mas esquece-se de dizer que na política comunista o anticlericalismo é "core business". vá lá ler marx, stefano.

"Fidel é o maior líder da Am.;Latina... pode falar tud contra ele... mas ele melhorou educação,saúde etc. da ilha..."

já foi a cuba? já viu a miséria que aquilo é? de que vale ter saúde e educação se não se tem comida? a única coisa que fidel fez bem naquela ilha foi melhorar o serviço de prostituição...

até me espanta que um republicano como o stefano defenda uma república hereditária como cuba. ora vá lá ver quem está no poder agora...

gostava de saber porque é que você destila tanto ódio à Igreja. nem no diário ateísta eu leio tantos disparates como os que o stefano despejou aqui.

zé gato disse...

quanto a williamson, lamento os disparates que disse.

mas reparem numa coisa: os disparates que um homem diz não são causa suficiente para uma "desexcomunhão" da Igreja; mas são causa suficiente para expulsão de uma país dito democrático.

e ainda há quem classifique a Igreja de autoritarismo...

Anónimo disse...

"já foi a cuba? já viu a miséria que aquilo é? de que vale ter saúde e educação se não se tem comida? a única coisa que fidel fez bem naquela ilha foi melhorar o serviço de prostituição..."

Ah, sei... Segundo a ONU Cuba tem alto IDH , pros índices da Am.Latina!!! E se você falar de miséria , se lembre dos países que se proclamam democráticos antes


"até me espanta que um republicano como o stefano defenda uma república hereditária como cuba. ora vá lá ver quem está no poder agora..."

Ah,sei... Só falta dizer que Cuba é pior miséria do continente...
Tem países que tem eleições "livres" e mesmo assim o status quo se mantém...

Vejo pessoas questionando o sistema político de Cuba, mas se calando ante o sistema de páises como EUA,GB,Espanha....

Queira ou não queira... Cuba é indiretamente produto do iluminismo...

Anónimo disse...

Sobre o bispo inglês... as pessoas se escandalizam com negação do holocausto judeu, mas não vejo ninguém se escandalizar com o ocultamento midiático do holocausto sérvio promovido pelo católico Pavelic. O ocultamento ocorre só pra não irritar a igreja.
Isto é muito + vergonhoso e escandaloso do que o bispo inglês.

zé gato disse...

"Ah,sei... Só falta dizer que Cuba é pior miséria do continente...
Tem países que tem eleições "livres" e mesmo assim o status quo se mantém..."

portanto, segundo o stefano, o IDH de um país justifica uma ditadura. esta é nova...

"Vejo pessoas questionando o sistema político de Cuba, mas se calando ante o sistema de páises como EUA,GB,Espanha...."

é por estas e por outras que eu não o consigo levar a sério...

"Queira ou não queira... Cuba é indiretamente produto do iluminismo..."

i rest my case...

"Sobre o bispo inglês... as pessoas se escandalizam com negação do holocausto judeu, mas não vejo ninguém se escandalizar com o ocultamento midiático do holocausto sérvio promovido pelo católico Pavelic"

uma ditadura que, embora possa (sublinhe o "possa") não ter sido condenada pelo vaticano, não foi de maneira nenhuma apoiada por este. e se cataloga pavelic pela sua religião, então eu posso pegar em 50 ditadores ateus 50 vezes mais sanguinários que pavelic.

"O ocultamento ocorre só pra não irritar a igreja."

esta também é boa. sobretudo numa altura em que a Igreja é atacada por todos os lados por alegados envolvimentos no holocausto, em escândalos de pedofilia, etc, etc. acha que se o envolvimento da Igreja no regime croata tivesse sido relevante não estavam já manifestações iradas de anti-religiosos à porta do vaticano? alguém tem medo de irritar a Igreja hoje em dia?

Anónimo disse...

"portanto, segundo o stefano, o IDH de um país justifica uma ditadura. esta é nova..."

Ah,sei... os EUA, UE etc. justificam abusos no Afeganistão e outros países em nome da democracia...

"é por estas e por outras que eu não o consigo levar a sério..."
Olha qm fala!!

"uma ditadura que, embora possa (sublinhe o "possa") não ter sido condenada pelo vaticano, não foi de maneira nenhuma apoiada por este. e se cataloga pavelic pela sua religião, então eu posso pegar em 50 ditadores ateus 50 vezes mais sanguinários que pavelic."

nã foi apoiada pelo vaticano?? sei,sei... da mesma forma que Franco nunca foi apoiado pela Opus Dei. Da mesma forma que Salazar nunca foi apoiado por Cerejeira e Vaticano. Da mesma forma que islamismo não apóia terrorismo.

e se os ditadores eram ateus... eles matavam em nome da política...
ja Pavelic,Franco,Diem... matavam em nome da política e da fé católica

"esta também é boa. sobretudo numa altura em que a Igreja é atacada por todos os lados por alegados envolvimentos no holocausto, em escândalos de pedofilia, etc, etc. acha que se o envolvimento da Igreja no regime croata tivesse sido relevante não estavam já manifestações iradas de anti-religiosos à porta do vaticano? alguém tem medo de irritar a Igreja hoje em dia?"

Não existem grandes manifestações graças ao vaticano. Vaticano pôs lobby na mídia pra se fazer esquecer o caso croata.

Zeca Portuga disse...

”da mesma forma que Franco nunca foi apoiado pela Opus Dei. Da mesma forma que Salazar nunca foi apoiado por Cerejeira e Vaticano. Da mesma forma que islamismo não apóia terrorismo.

e se os ditadores eram ateus... eles matavam em nome da política...
ja Pavelic,Franco,Diem... matavam em nome da política e da fé católica”


Diz o Stefano que o problema não é matar alguém – isso ele até compreende - , o que ele não tolera é se alguém morre em “nome da fé católica” – isso é que o chateia.

Na verdade, Franco serviu-se da religião, e não o contrário.
Francisco Franco era um leigo. Mas, a sua repressão não se fazia por motivos religiosos (prove o contrario!), fazia-se por motivos políticos: Quem contrariava o regime, teria problemas.
Porém, quem não praticava a religião não tinha problemas, salvo se fosse comunista… simples questão politica!.
Já agora, convém que saiba que os americanos apoiaram Francisco Franco de forma incondicional . Nixon classificava-o como “um fiel amigo e aliado os EUA”

Em Portugal passou-se exactamente o mesmo. Salazar, foi considerado um “materialista católico” – algo muito mal aceite pela Igreja. A própria Concordata foi de difícil negociação.

Porem, caro Stefano, Satlin mataria qualquer um que dissesse: “acima de tudo está Deus!”
Nesse caso não matava em nome do ateísmo, pois não?

O mesmo se passou com Mao-tse-tung, por exemplo.

Colar o islamismo ao terrorismo, é a demonstração da mais vil estupidez e ignorância.

Conheço mais ou menos o Islão. Tenho colegas e amigos e gente próxima que são islâmicos, estudo árabe, leio alguma coisa e entendo alguma coisa de árabe. E, digo-lhe: só um ignorante completo pode dizer que o islamismo patrocina ou apoia o terrorismo.
Sou católico e nunca tive problemas com os Islâmicos… respeito-os eles respeitam-me.

A propósito:
Os terroristas são a principal causa de morte violente entre os árabes. Quase todos os terroristas foram treinados pelos EUA (incluindo Bin Laden).
Hoje, há uma disputa da liderança do terrorismo mundial entre os americanos e os mercenários que eles criaram no mundo árabe – essa é que é a verdadeira origem do terrorismo.

En los años 1950 y 1960, el jefe de estado y dictador español Francisco Franco designó a varios miembros del "Opus Dei" como ministros y altos cargos dentro del régimen. Estos ministros, conocidos entonces como los "tecnócratas", generalmente son reconocidos por haber introducido en la dictadura de Franco una ideología capitalista-liberal, modernizando también la economía española que contrastó con las influencias falangistas, carlistas y militares anteriores. Este hecho hizo que en su momento se propagase la idea del apoyo del "Opus Dei" al régimen de Franco y viceversa. El historiador e hispanista inglés Paul Preston afirma (1993) que Franco los designó como ministros por su habilidad técnica y no por su pertenencia al "Opus Dei".

zé gato disse...

"Ah,sei... os EUA, UE etc. justificam abusos no Afeganistão e outros países em nome da democracia..."

por que mistura alhos com bugalhos? alguma vez eu disse que a democracia justifica tortura? não fuja à questão: acha que um IDH elevado justifica uma ditadura?

"e se os ditadores eram ateus... eles matavam em nome da política...
ja Pavelic,Franco,Diem... matavam em nome da política e da fé católica"

óbvio! se era católico e matou foi em nome do catolicismo, se era ateu e matou foi em nome da política. já lhe disse isto uma vez, mas vou repetir, por que me parece que o stefano não percebeu o que eu escrevi: no comunismo idealizado por marx, e posto em prática por sujeitos e grupos tão agradáveis como Stalin, Mao, ou os Khmers Vermelhos, a religião é para abater. daí que milhares de religiosos tenham sido torturados e executados pelos comunistas ateus (sublinho mais uma vez, para o stefano meter isto na cabeça, que no comunismo a anti religiosidade é uma ideia basilar).

"Não existem grandes manifestações graças ao vaticano. Vaticano pôs lobby na mídia pra se fazer esquecer o caso croata."

claro. como se algum lóbi religioso tivesse impedido alguma notícia dessa gravidade de ser conhecida.

juro que não percebo que no meio de tanta coisa para odiar e lutar contra, se olhe para a Igreja como o principal alvo - ainda por cima sendo o stefano do brasil, onde se acabasse a Igreja milhões de pessoas morriam de fome.

Anónimo disse...

"Diz o Stefano que o problema não é matar alguém – isso ele até compreende - , o que ele não tolera é se alguém morre em “nome da fé católica” – isso é que o chateia."
bom, se é assim... a KKK mata em nome do racismo e da fé protestante....

"Na verdade, Franco serviu-se da religião, e não o contrário.
Francisco Franco era um leigo. Mas, a sua repressão não se fazia por motivos religiosos (prove o contrario!), fazia-se por motivos políticos: Quem contrariava o regime, teria problemas.
Porém, quem não praticava a religião não tinha problemas, salvo se fosse comunista… simples questão politica!."
Franco perseguia politicamente.. Mas devemos nos lembrar que ele adotou política discriminatória contra os não-católicos.


"Já agora, convém que saiba que os americanos apoiaram Francisco Franco de forma incondicional . Nixon classificava-o como “um fiel amigo e aliado os EUA”"
Ah,claro... os mesmos EUA apoiaram os Somozas da Nicaragua... F.Roosevelt chegou a dizer: Somoza é um filho da... mas é o nosso filho da ...


"Em Portugal passou-se exactamente o mesmo. Salazar, foi considerado um “materialista católico” – algo muito mal aceite pela Igreja. A própria Concordata foi de difícil negociação."
mas isto não isenta a igreja sde cumplicidade....

"Porem, caro Stefano, Stalin mataria qualquer um que dissesse: “acima de tudo está Deus!”
Nesse caso não matava em nome do ateísmo, pois não?"
Pura propaganda religiosa... Stalin praticou crimes políticos...

vi1 site católico "chorando" pelos ucranianos mortos por Stalin, mas o mesmo site não chorou pelos ucranianos e bielorrussos (ambos ortodoxos) presos e massacrados pelos poloneses católicos. Os poloneses aplicaram a "POLONIZACJA" nos 2 grupos...

"O mesmo se passou com Mao-tse-tung, por exemplo."
mentira

"Colar o islamismo ao terrorismo, é a demonstração da mais vil estupidez e ignorância."

Falei isso pra mídia dos EUA... pra Israel...
Sei que nem todo islâmico é terrorista...
da mesma forma que nem todo católico é pedófilo,nazista e genocida....

"Conheço mais ou menos o Islão. Tenho colegas e amigos e gente próxima que são islâmicos, estudo árabe, leio alguma coisa e entendo alguma coisa de árabe. E, digo-lhe: só um ignorante completo pode dizer que o islamismo patrocina ou apoia o terrorismo.
Sou católico e nunca tive problemas com os Islâmicos… respeito-os eles respeitam-me."

SEI DISSO, NISSO EU CONCORDO!!! MAS FALE PROS PRÓ-EUA E UE!!! FALE ISSO!!!! FALE PRA ISRAEL!!!

"A propósito:
Os terroristas são a principal causa de morte violente entre os árabes. Quase todos os terroristas foram treinados pelos EUA (incluindo Bin Laden)."
CONCORDO!!! OS EUA FABRICAM TERRORISTAS... OS EUA FORAM CAPAZES DE ABRIGAR NAZISTAS NA CIA.(BARBIE POR EXEMPLO)

"Hoje, há uma disputa da liderança do terrorismo mundial entre os americanos e os mercenários que eles criaram no mundo árabe – essa é que é a verdadeira origem do terrorismo."
CERTO!!! Mas a mídia não diz!!!

"En los años 1950 y 1960, el jefe de estado y dictador español Francisco Franco designó a varios miembros del "Opus Dei" como ministros y altos cargos dentro del régimen. Estos ministros, conocidos entonces como los "tecnócratas", generalmente son reconocidos por haber introducido en la dictadura de Franco una ideología capitalista-liberal, modernizando también la economía española que contrastó con las influencias falangistas, carlistas y militares anteriores. Este hecho hizo que en su momento se propagase la idea del apoyo del "Opus Dei" al régimen de Franco y viceversa. El historiador e hispanista inglés Paul Preston afirma (1993) que Franco los designó como ministros por su habilidad técnica y no por su pertenencia al "Opus Dei"."

Certo, Franco adotou algo + "Liberal" porque o país dele estava cercado de liberais...

Anónimo disse...

"por que mistura alhos com bugalhos? alguma vez eu disse que a democracia justifica tortura? não fuja à questão: acha que um IDH elevado justifica uma ditadura?"
e mais.. religioso não tem moral pra falar de democracia....

Não vejo Cuba como ditadura...

"óbvio! se era católico e matou foi em nome do catolicismo, se era ateu e matou foi em nome da política. já lhe disse isto uma vez, mas vou repetir, por que me parece que o stefano não percebeu o que eu escrevi: no comunismo idealizado por marx, e posto em prática por sujeitos e grupos tão agradáveis como Stalin, Mao, ou os Khmers Vermelhos, a religião é para abater. daí que milhares de religiosos tenham sido torturados e executados pelos comunistas ateus (sublinho mais uma vez, para o stefano meter isto na cabeça, que no comunismo a anti religiosidade é uma ideia basilar)."
Isso aí. se desespere... meta + mentiras... seu macartista de deus....
outros grupos religiosos também aprontaram.

"claro. como se algum lóbi religioso tivesse impedido alguma notícia dessa gravidade de ser conhecida."

E não acontece??? a mídia omite muita sujeira grossa do vaticano graças ao lobby deste...


"juro que não percebo que no meio de tanta coisa para odiar e lutar contra, se olhe para a Igreja como o principal alvo - ainda por cima sendo o stefano do brasil, onde se acabasse a Igreja milhões de pessoas morriam de fome."
E não tem milhões que passam fome mesmo com igreja existindo?? igreja finge ajudar os pobres!

Zeca Portuga disse...

Stefano:

"igreja finge ajudar os pobres!
"


Ou está a ser injusto ou não está a ser sério!

O papel da Igreja é fundamental no combate ao sofrimento, no mundo inteiro.
No Brasil passa-se exactamente a mesma coisa. è evidente que, se disser que a Igreja não apoio os ateus... acho que faz ele muito bem!

Veja o caso de Madre Teresa e a sua "ordem" na India!

zé gato disse...

"e mais.. religioso não tem moral pra falar de democracia...."

quem terá então?

"Não vejo Cuba como ditadura..."

que risada...

"Isso aí. se desespere... meta + mentiras... seu macartista de deus...."

"a religião é o ópio do povo" não lhe diz nada? sabe o que foi a revolução cultural chinesa? sabe quantos padres e freiras foram mortos na URSS?

"E não tem milhões que passam fome mesmo com igreja existindo?? igreja finge ajudar os pobres!"

pois finge. é "só" a maior instituição de caridade do mundo.

depois de analisados todos os seus comentários, posso concluir que o stefano tem a inteligência de um skinhead.

Anónimo disse...

"Ou está a ser injusto ou não está a ser sério!"

Olha quem está falando!!!

"O papel da Igreja é fundamental no combate ao sofrimento, no mundo inteiro."
ah,sei... a igreja combateu muito o sofrimento na Croácia de Pavelic ou em Ruanda de 1994...né???

"No Brasil passa-se exactamente a mesma coisa. è evidente que, se disser que a Igreja não apoio os ateus... acho que faz ele muito bem!"

sei,sei... a igreja vivendo às custas do zé povinho... da mesma maneiras que as evangélicas

"Veja o caso de Madre Teresa e a sua "ordem" na India!"

sei,sei... exemplo de caridade...
deixando a maioria dos pacientes moribundos.... teresa se internava em hospitais de luxo etc.
Tinha excelentes relações com biltres que nem Charles Kestings...
ou Baby Doc....
Christopher Hitchens revelou isto muito bem.

teresa dizia odiar o divórcio... mas não condenou o divórcio da amiga Lady Di.

Anónimo disse...

""a religião é o ópio do povo" não lhe diz nada? sabe o que foi a revolução cultural chinesa? sabe quantos padres e freiras foram mortos na URSS?"

sei, sei... o velho clichê da pobre igreja massacrada na URSS...
ninguém quer se lembrar dos crimes e desmandos da igreja na época czarista... Alguns padres russos chegaram a se tornar verdadeiros "Richelieu" e "Mazarin" .

"pois finge. é "só" a maior instituição de caridade do mundo."

sei,sei... ajuda 1/2 dúzia de pobrezinhos e se posa de caridosa....

"depois de analisados todos os seus comentários, posso concluir que o stefano tem a inteligência de um skinhead."

Xingue-me do que você é, acuse-me do que você faz

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Responda com honestidade a estas três perguntas:

1 - você conhece a envergadura da assitência que a Igreja pratica em África?

2 - Você conhece (ou ouviu falar) das dificuldades com que os membros da Igreja (muitos deles leigos) se enfrentam nos países onde estão instalados?

3- Qual é a organização de caracter ateista que faz o memsmo que a Igreja?

Anónimo disse...

Responda com honestidade a estas três perguntas:

1 - você conhece a envergadura da assistência que a Igreja pratica em África?

Claro que sim... 1 bela assistência!
Deu 1 bela assistência pros genocidas de Ruanda, dá uma bela assistência pro aumento da AIDS, pra caçar pessoas acusadas de bruxaria etc.


"2 - Você conhece (ou ouviu falar) das dificuldades com que os membros da Igreja (muitos deles leigos) se enfrentam nos países onde estão instalados?"

sei.. dificuldades pra manipular o zé povinho??

3- Qual é a organização de caracter ateista que faz o memsmo que a Igreja?

Nenhuma. Nunca ouvi falar de organização ateísta ajudando a disseminar AIDS, genocídio (estilo Ruanda) etc.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

As suas resposta chegam perfeitamente para alguém minimamente informado saber que você não sabe do que fala, está a mentir e, como todos os ateus, nunca fez nada pelos outros.

Dou-lhe um exemplo:
A unica entidade que presta auxilio permante aos leprosos que aidna existem na actualidade, é a Igreja.

A única entidade que está permanentemente com os refugiados é a Igreja.

A única entidade que continua a tendtar mininimizar o sofrimentos dos inocentes, é a Igreja

Muitos mais exemplos lhe daria, mas bastam estes para lhe poder dizer que são os catolicos que arriscam a vida e sacrificam o seu bem-estar, para tentar aliviar o sofrimento dos desvalidos, enquanto os ateus, egoistas, desumanos e irracionais, continuam muito descansados no seu sofá, incapazes de dar algo a quem necessita.

Quanto ao Ruanda... aguardo que conte a sua história, porque, pelo que vejo, você nem sabe do que se trata.

Anónimo disse...

"As suas resposta chegam perfeitamente para alguém minimamente informado saber que você não sabe do que fala, está a mentir e, como todos os ateus, nunca fez nada pelos outros."

Acuse-me do que você faz!!!!


"Dou-lhe um exemplo:
A unica entidade que presta auxilio permante aos leprosos que aidna existem na actualidade, é a Igreja."

Sei.. ajuda a eles sofrerem mais!!!
Estilo Tere$a de Calcutá...


"A única entidade que está permanentemente com os refugiados é a Igreja."

Sei.. e os explora muito bem...
ou os trai, como no caso de Ruanda.

"A única entidade que continua a tendtar mininimizar o sofrimentos dos inocentes, é a Igreja"

Ah,sei... a igreja fez muito bem isso na Croácia Ustasha ou em Ruanda.

"Muitos mais exemplos lhe daria, mas bastam estes para lhe poder dizer que são os catolicos que arriscam a vida e sacrificam o seu bem-estar, para tentar aliviar o sofrimento dos desvalidos, enquanto os ateus, egoistas, desumanos e irracionais, continuam muito descansados no seu sofá, incapazes de dar algo a quem necessita."

OLHA QUEM ESTÁ FALANDO!!!!

Quanto ao Ruanda... aguardo que conte a sua história, porque, pelo que vejo, você nem sabe do que se trata.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2006/12/13/ult1807u33113.jhtm
Padre é condenado a 15 anos de prisão por genocídio em Ruanda

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2001/010609_ruanda.shtml
Vaticano reage à condenação de freiras por crimes de guerra

http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=192625
SACERDOTE CATÓLICO RUANDÊS É CONDENADO À PRISÃO PERPÉTUA POR ATUAÇÃO EM GENOCÍDIO

http://www.oecumene.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=103245
CONDENADA RELIGIOSA ACUSADA DE PARTICIPAÇÃO NO GENOCÍDIO DE RUANDA

http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=14539
Bispos de Ruanda refutam envolvimento da Igreja em genocídio de 1994

http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=14539
Igreja Católica em Ruanda reage energicamente a relatório do Parlamento do país

http://www.adventistas.com/mar2000/reg16030005.htm
Ecumenismo Macabro: Católicos, Protestantes e Adventistas Envolvidos no Genocídio de Ruanda

http://www.ateismo.net/2006/12/13/padre-catolico-condenado-por-genocidio/
padre condenado por genocídio

http://www.ateismo.net/2005/09/11/genocidio-no-ruanda/
Um padre católico belga, Guy Theunis, foi preso no aeroporto de Kigali, capital do Ruanda, pelo seu alegado papel no genocídio de 1994 que vitimou cerca de 800 000 Tutsis e Hutus moderados.

http://www.geocities.com/realidadebr/rn/catolica/c290701.htm
Genocídio: Vaticano e Governo Italiano protegem padres ruandeses

http://genocidios.faithweb.com/ruanda.html
Ruanda: Genocidio en la Selva

http://www.guardian.co.uk/world/2001/jul/21/catholicism.religion
Catholics and collusion in genocide. The Vatican is still thwarting trials of Rwandan clerics. It's inexcusable.

http://www.priestsofdarkness.com/rwanda.html
Rwandan Genocidal Clergy

FLORENCE, Italy — In this city bursting with beauty, one undistinguished church stands out. Neither very old nor very celebrated, the only reason for its prominence is its deputy priest, a suspect in one of the century's biggest non-war bloodbaths.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Você está a deitar poeira nos olhos de quem?

Nem um só padre pegou numa arma para matar fosse quem fosse, tenho a certeza.
Nem dela dispunha, certamente. Todos os religiosos são acusados de incitamento ao de cumplicidade.
Incitamento ao crime é quilo que os ateus mais fazem; cumplicidade com o crime é prática corrente dos ateus.

Porém, eu que sou católico, mas não sou padre, se me sentisse ameaçado, matava quem pudesse para me safar. Você não fazia o mesmo?

Acredito que um ou outro membro do clero preferisse livrar a sua pele do que pensar nos fieis... não vejo em que isso seja tão censurável.

Mas, por cada religioso envolvido, disso eu tenho a certeza, do outro lado estão milhares de assassinos ateus, com vontade de, simplesmente matar quem professa uma religião.

Em 1970, em Angola, uma cubata que funcionava como Igreja, foi atacada por ateus comunas. O padre (sendo o unico que estava de frente para a porta), fugiu a tempo e os restantes foram massacrados.
Pergunto-lhe: o padre deve ser acusado de alguma coisa?

Não seja palerminha:

Você não conhece Africa.

Africa é uma favela gigante, onde os fundamentalistas ateus são tantos quantos os traficantes e ladrões que se escondem numa favela!

Anónimo disse...

Você está a deitar poeira nos olhos de quem?
ah,sei.. você está jogando a poeira nos olhos dos outros.

"Nem um só padre pegou numa arma para matar fosse quem fosse, tenho a certeza."
entendo sua visão, pobre alienado

"Nem dela dispunha, certamente. Todos os religiosos são acusados de incitamento ao de cumplicidade.
Incitamento ao crime é quilo que os ateus mais fazem; cumplicidade com o crime é prática corrente dos ateus."

no desespero, tenta acusar os ateus... não tem argumentos!

"Porém, eu que sou católico, mas não sou padre, se me sentisse ameaçado, matava quem pudesse para me safar. Você não fazia o mesmo?"

Ah,é??? e porque não espera intervenção divina pra liquidar seu oponente?

"Acredito que um ou outro membro do clero preferisse livrar a sua pele do que pensar nos fieis... não vejo em que isso seja tão censurável."

os padres ruandeses incitaram o massacre. não desconverse

"Mas, por cada religioso envolvido, disso eu tenho a certeza, do outro lado estão milhares de assassinos ateus, com vontade de, simplesmente matar quem professa uma religião."

isso aí! os religiosos são sempre os heróis e os ateus os vilões

"Em 1970, em Angola, uma cubata que funcionava como Igreja, foi atacada por ateus comunas. O padre (sendo o unico que estava de frente para a porta), fugiu a tempo e os restantes foram massacrados.
Pergunto-lhe: o padre deve ser acusado de alguma coisa?"

você inventando historinhas fictícias.... e tentando desconversar Ruanda...

"Não seja palerminha:"
realmente... você é um palermão.

"Você não conhece Africa."
você tampouco

"Africa é uma favela gigante, onde os fundamentalistas ateus são tantos quantos os traficantes e ladrões que se escondem numa favela!"

sei sei...
e você calado é 1 poeta.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Infelizmente, conheço muito mais de Africa do que você.
Infelizmente, porque não enho as gratas recordações que gostaria.

Quanto à questão do Sudão, não custa nada lembrar que os "executores" eram na sua grande maioria ateus.

E, muitos católicos foram, igualemnte chacinados.

Trata-se aqui de um luta etnica.

A acusação feita aos católicos é porque não defenderam, no entender de alguns aldrabões, os perseguidos.

Na situação concreta, ninguém o faria.
Não custa anda dar opiniões, sentado frente a um computador, no momento exacto, quando um individuo, ou colabora ou é morto, as decisões são muito diferentes.

se eu fosse padre e tivesse a minha que escolher entre safar-me ou tentar (inultilmente) impedir que alguém entrasse na igreja, eu não pensava duas vezes.

Não há nenhumrelato de um padre que participasse activamente nos conflitos. Há é uma hipocrita ideia de colaboração, por não ter impedido (e nada podia fazer).

Só que, POR CADA PADRE QUE ESTÁ NESSA SITUAÇÃO, ESTÃO, DE CERTEZA, MAIS DE 1000 ATEUS!

Desses não fala você.

Além disso, os padres não tem obrigação de defender membros de outras religiões, que muitas vezes até lhe são hóstis, só porque se trata de um conflito de natureza etnica.

A questão é entre etnias e não entre a Igreja e o povo!

Já agora, da mesma forma, poderiamos culpar os padres que não detêm a violencia nas favelas brasileiras. Os padres não se opõem a tal violencia. Por que será?

Stefano.
Dito da maneira que você e os ateus comentam, até aprece que entre as melicias havia padres - ISSO É COMPLETAMENTE FALSO!!!

Zeca Portuga disse...

Stefano:

"os padres ruandeses incitaram o massacre."

Incitaram, como?

Mostre-me o que é incitar. O que é que eles fizeram, se muitos foram igualemente perseguidos e mortos.

Neste Blog, um comentador bradava estes dias: "Morte a todos os padres!!!"

Isto é incitamento ao crime, ou não?

(se forsse no Ruanda, era?)

A históira de Angola, não é uma piada. Infelizmewnte é real e conheço pessoas que viveram.

zé gato disse...

"dá uma bela assistência pro aumento da AIDS"

essa ideia só cabe numa cabecinha que pense muito pouco.

como é que a Igreja contribui para o aumento da SIDA, diga lá?

"Padre é condenado a 15 anos de prisão por genocídio em Ruanda"

pelos (alegados) crimes de uns padres ou freiras você atribui responsabilidade à Igreja? é o mesmo que um comunista matar alguém e eu acusar o PCP todo de genocídio.

Anónimo disse...

"essa ideia só cabe numa cabecinha que pense muito pouco."
Olha qm fala!!!

"como é que a Igreja contribui para o aumento da SIDA, diga lá?"
fica dizendo pros seus fiéis não usarem camisinha.

"pelos (alegados) crimes de uns padres ou freiras você atribui responsabilidade à Igreja? é o mesmo que um comunista matar alguém e eu acusar o PCP todo de genocídio."

Certo... Que dizer da cumplicidade de Roma com os sacerdotes assassinos??? O fato do vaticano protegê-los é um agravante!

zé gato disse...

"Certo... Que dizer da cumplicidade de Roma com os sacerdotes assassinos??? O fato do vaticano protegê-los é um agravante!"

mostre-me a cumplicidade, por favor.

"fica dizendo pros seus fiéis não usarem camisinha."

como eu disse, uma ideia que só cabe numa cabecinha que pense muito pouco. a Igreja, antes de mais, prega a castidade até ao casamento, o que reduz, eu diria, 95% a possibilidade de ficar infectado (a não ser que se troque seringas ou objectos cortantes, etc). a partir do casamento, opõe-se ao preservativo. se os cônjuges tiverem sido castos, não há possibilidade de apanharem sida SIDA através de relações sexuais (conquanto que sejam com o mesmo parceiro, óbvio).

percebeu ou quer um desenho?

Zeca Portuga disse...

Eu acrescentaria ao que o "Zé Gato" disse, que:

O preservativo é forma de mascarar o problema e não a forma de o resolver.

A progressão ds SIDA em Africa é um problema de promiscuidade e falta de "evangelização": quanto mais ateus,, mais vulneráveis estão.

Anónimo disse...

"mostre-me a cumplicidade, por favor."

http://www.geocities.com/realidadebr/rn/catolica/c290701.htm
Genocídio: Vaticano e Governo Italiano protegem ruandense


"como eu disse, uma ideia que só cabe numa cabecinha que pense muito pouco. a Igreja, antes de mais, prega a castidade até ao casamento, o que reduz, eu diria, 95% a possibilidade de ficar infectado (a não ser que se troque seringas ou objectos cortantes, etc). a partir do casamento, opõe-se ao preservativo. se os cônjuges tiverem sido castos, não há possibilidade de apanharem sida SIDA através de relações sexuais (conquanto que sejam com o mesmo parceiro, óbvio)."

Se pode trepar várias vezes com camisinha....
mas a merda da igreja é contra camisinha.

zé gato disse...

"Genocídio: Vaticano e Governo Italiano protegem ruandense"

quando vou à notícia original não é o vaticano que o protege, mas sim o governo italiano. este é mais um caso de manipulação de notícias a que o stefano já nos vem habituando.

"Se pode trepar várias vezes com camisinha....
mas a merda da igreja é contra camisinha."

não percebi. o stefano também não deve ter percebido o que eu disse. deve precisar do desenho.

Anónimo disse...

sei....

http://www.guardian.co.uk/world/2001/jul/21/catholicism.religion
Catholics and collusion in genocide. The Vatican is still thwarting trials of Rwandan clerics. It's inexcusable.

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Você é muito crédulo!

Como justifica que faça um artigo apenas a "malhar" nos católicos, quando os verdadeiros assassinos nem são sequer citados?

Isto faz-me lembar o Iraque (eu tinha aí familiares) de Saddam contado pelas TVs ocidentais - só aldrabices!!!

è evidnete que se trata de um artigo encomendado e de grande falsidade.

Com o clima de crescente instalação da aldrabice ateia na Inglaterra, qualer ateu pode apgar apra se faser uma nõticia destas, onde, de resto, não há uma referencia a crimes directos, mas sim a "colaboração".

Estupidez, se se disserem qeu muitos destes católicos foram executados.

Por outro lado, trata-se de uma luta etnica (muito comum em África) e não religiosa.

Quantas missões têm sido invadidas e usadas como quartel-general, por terroristas?

Fabricar casos a partir de indicios, é um excelente meio de manter os patetas ocupados.


"mas a merda da igreja é contra camisinha.
"


A África não necessita de camisinhas. Necessitas de alimentos, ajuda médica, água potável, vacinas e, para além de tudo, emprego e formação.
Todas estas coisas, por incrivel que pareça, apenas estão a ser executadas pela Igreja.

Diga que é mentira, Stefano!

Pelas suas palavras, eu não acredito que você alguma vez tenha pisado África, tal como alguns comentadores de jornais.