sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Pastiche anti-darwinista

  • «Os sentidos da história pululam por tudo quanto são parcelas de ciência, filosofia e ideologia. Até parece a alguns que não fica espaço nenhum para o sentido da fé teológica cristã. (...) Sobretudo não podemos embarcar num louvor tão acrítico que possa levar a uma transposição da teoria darwiniana para todos os campos do real. Tal já aconteceu. (...) O evolucionismo ideológico apresenta os dados científicos para tirar conclusões ideológicas em série que não têm ligação científica com esses dados nem com as intenções de Darwin. Como são, tudo é obra do acaso, logo, não há Deus, nem Ele criou nada; logo, tudo sucede sem sentido “recebido”; logo, o marxismo-leninismo ateu está justificado (...) Hoje os perigos espreitam mais no que resta do darwinismo social e, sobretudo, na nova coqueluche que é a evolutionary psychology. Já para não falar da forma como um certo darwinismo popularizado inspirou e inspira a racionalização do capitalismo. (...) » (1,2)

5 comentários :

Joao disse...

"inspira a racionalização do capitalismo" - esta última deixa.
O capitalismo ou liberalismo nunca foi muito bem vista pela Igreja ou outras forças aristocráticas, porque não queriam perder a sua influência (mais ou menos de "origem" divina).
E no jacobinismo ou "esquerda champagne" não há um pouco dessa mentalidade?
A nacionalização do BPN é uma medida socialista (pelo menos na repartição dos prejuízos...)

Anónimo disse...

Este bocado de prosa está ao nível dos fundamentalistas muçulmanos ou hindus ou judaicos.Religião,o ópio do povinho

Portaria ILEGAL disse...

Convido o autor deste blog assim como os seus leitores a verem o anúncio que coloquei no blog: http://portaria-59.blogspot.com/
que levanta sérias duvidas acerca do caso BPN.
Cumprimentos e obrigado

Filipe Castro disse...

Este texto é de facto tremendamente desonesto, do ponto de vista intelectual. Concordo que a ICAR odeia o capitalismo, mas apenas na medida em que ele facilita a mobilidade social e a democracia. No princípio do seculo XX houve um movimento evangélico contra o darwinismo social implicito no capitalismo selvagem dos robber barons.

Mas eu acho que se há uma organização de niilistas ateus e sem uma réstia de moral, essa organização é a ICAR. Eu não acho possível que eles acreditem em Deus e no Inferno, e ao mesmo tempo protejam activamente pedofilos, canonizem assassinos e promovam regimes torcionários.

Ricardo Alves disse...

Hm.
Na realidade, misturei dois textos. ;)