terça-feira, 28 de maio de 2013

Uma sondagem de que não se falou o suficiente

Dois em cada cinco portugueses querem a «denúncia» do acordo com a tróica - é o dobro da proporção que diz ir votar nos partidos que têm essa posição. Um em cada dez quer «cumprir» o memorando - é cerca de um quarto do apoio que os partidos no governo têm em sondagens (reduzindo ao mais troiquista dos partidos, ainda é menos de metade dos que dizem ir votar no PSD). Finalmente, dois em cada cinco querem «renegociar profundamente» - um pouco mais do que a proporção que diz ir votar no PS, mas tendo em conta os dois dados anteriores, a verdade é que não bate a bota com a perdigota. E, tudo junto, significa que a «distância entre eleitores e eleitos»/ a esquizofrenia política/a disfunção da democracia estão a bater máximos históricos. Geralmente, estas situações não acabam bem.

1 comentário :

  1. Se calhar é a diferença entre contar ou não contar com abstencionistas, brancos, nulos...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.