quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

A aliança do capital e do clero

Ao proclamar publicamente que «a sociedade aguenta tudo», José Policarpo esclarece de que lado está a igreja dos católicos na actual divisão entre o poder troiquista e a oposição: está do lado de Ulrich e da banca. Confirma portanto que o neoliberalismo e o clericalismo casam bem: quanto mais pobres houver, mais necessárias serão as esmolas; quanto mais encolher o Estado social, mais crescerá a caridade; quanto mais desordem houver nas ruas, mais ele ordenará que não haja manifestações. No fim, Ulrich irá a uma missa de cheque-caridade na mão, mostrar que tem coração e tirar uma fotografia ao lado de Policarpo. Sorrindo, os dois confirmarão que procuram o «bem comum» e uma sociedade «justamente ordenada», onde os banqueiros ficam com os lucros e a ICAR com as sobras para distribuir aos pobres.

1 comentário :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.