segunda-feira, 8 de abril de 2013

A troika decidiu vir... ou foi convidada a vir?

O anúncio por parte do Ministério das Finanças, que a Troika viria fazer uma visita extra, é no mínimo suspeito. Não vieram em situações anteriores, onde os valores em causa era maiores: quando houve derrapagens, quando o corte na TSU apareceu e desapareceu, aquando chumbo constitucional anterior, quando o corte "permanente" de 4 mil milhões desapareceu da agenda, etc.
E que bem que este anúncio encaixa na estratégia de vitimização e radicalização do governo...

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.