domingo, 19 de janeiro de 2014

Passos Coelho: o pai incógnito do referendo?

Passos Coelho diz que não deu «indicações» para o referendo.
Todavia, argumenta a favor do referendo.
Estranhíssima é a frase seguinte, que remete a imposição da disciplina de voto para a direcção do grupo parlamentar.

Será que vai fazer campanha pelo «Sim»? Acho incrível que nenhum deputado ou jornalista lhe tenha ainda perguntado como tenciona votar.

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.