sexta-feira, 14 de julho de 2006

O choradinho de Madaíl por não darem uma esmolinha aos seus jogadores

É absolutamente delicioso o parágrafo final do comunicado da FPF sobre a não concessão de isenção de IRS aos prémios de jogo.
  • «Apesar de tudo, estes fenómenos têm uma virtude. Permitem identificar, com uma clareza ofuscante, os hipócritas que, quando lhes convém, se associam às vitórias desportivas dos “heróis nacionais”, mas que se apressam a adoptar um tom grave e sisudo quando é mais cómodo fustigar “os príncipes da bola”.»

socrates_madail_420.jpg

(Silva Pereira é o homem por trás de Madaíl. Foi ele quem negou a isençãozinha. Madaíl agora chama-lhe hipócrita.)

Como qualquer pessoa com dois dedos de testa compreende, os convites feitos aos políticos para irem aos estádios trazem água no bico. Os Sócrates e os Rebelos de Sousa, que aproveitam os jogos da equipa da FPF para aparecer, deveriam sabê-lo. Agora, com a educação que todos lhe reconhecem, Madaíl chamou-lhes hipócritas...

(Já agora, considerar «heróis nacionais» os campeões mundiais de mergulho na relva e de faltas sobre os adversários, é de uma presunção atroz...)