quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Reprimir a política, proteger o futebol

Uma cidadã que buzinou no Marquês de Pombal às 22h30m (sim, a rotunda de Lisboa em que ninguém vive, tirando alguns sem abrigo) foi multada. A razão? Não se entende. Há adeptos de um popular jogo de bola que fazem mais barulho a horas mais tardias no mesmo local, sem que haja notícia de coimas. E celebram-se ali vitórias políticas. Será porque a cidadã pretendia protestar contra o governo em funções, e não consumir a «cocaína do povo»? Fica a suspeita de que sim.