terça-feira, 20 de maio de 2014

Revista de imprensa (19/5/2014)

  • «Foi no que a Rússia se tornou, diz ele, um estado fascista, de zombies que acreditam na propaganda da televisão contra a decadência do Ocidente. A decadência do Ocidente são os gays e as lésbicas e as Pussy Riot. Eu gostava que os meus amigos de esquerda que continuam a defender o Kremlin me explicassem o que há de esquerda na Rússia homofóbica, autoritária, imperialista de 2014.» (Alexandra Lucas Coelho)

5 comentários :

  1. Eu creio que ninguém de esquerda defenda que a Rússia atual seja um país de esquerda.
    O que pode acontecer é que pessoas de esquerda vejam a Rússia como uma defesa efetiva contra o domínio do mundo pelo Ocidente, e que tenham simpatia por esse papel da Rússia. O que é muito diferente de considerar a Rússia como de esquerda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Luís Lavoura já foi ver os termos em que o «Avante!» trata a questão ucraniana?

      http://www.avante.pt/pt/2111/internacional/130346/

      Eliminar
    2. Pois o Avante, pelos visto, pöe o dedo na ferida. O Sector da Direita é uma milícia neonazi (à imagem das SA nazis), que funciona como braço "policial" do partido neonazi Svoboda, que detém 4 importantes ministérios na junta de Kiev (entre os quais os da polícia).
      A Ucrânia deixou efectivamente de ter polícia, säo os SD a patrulhar as ruas.
      O resto do executivo golpista näo é neonazi, é "só" neofascista, a Timoschenko já disse que é de limpar o leste à bomba atómica e tudo. Lindos meninos.

      Entretanto, o Leste e Sul ucranianos näo querem nem os fascistas de Kiev nem os oligarcas de Moscovo, por isso estäo a ser trucidados pela Guarda Nacional (e näo o Exército), emulaçäo das SS nazis (até nas fardas) e ignorados nos pedidos de ajuda a Putin.

      Mas é natural que os portugueses näo achindrem um peido disto tudo. O Massacre de Odessa, onde mais de 50 activistas anti-golpistas de Kiev foram encurralados, baleados, e queimados vivos por gentalha do SD foi noticiado como um simples "fogo num edifício". E por aí fora. Entretanto, na regiäo de Donetsk, artilharia pesada da Guarda Nacional já destruiu fábricas e prédios residenciais. E prenderam jornalistas russos que denunciaram o uso de helicópteros da ONU (brancos com marcaçäo "UN") nos ataques a civis.
      E os EUA aplaudem tanta "contençäo" das "legítimas autoridades de Kiev".

      Eliminar
    3. Mas mas onde está nesta analise a Ocupação da Crimeia pelas forças Russa. ?

      Ou é admissivel a Russia Ocupar uma parte da Ucrânia.

      Eliminar
  2. O actual governo russo não é de esquerdas, mais bem de direitas, mas a diferença doutros governos europeus defende os interesses do seu pais.
    Quanto a homofobia russa já estou um tanto farto. Na Rússia há leis semelhantes às que têm nos EUA, e desde logo muito menos opressoras do que a maioria dos países do mundo.
    Para a questão ucraniana recomendo escutar as poucas vozes ucranianas de esquerda que chegam até nós, por exemplo:
    http://olharesdesdeabaixoeasesquerda.blogspot.com.es/2014/05/p-margin-bottom-0.html

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.