sábado, 14 de dezembro de 2013

Um castigo que passou a recompensa

  • «(...) O ministro Miguel Macedo nomeou Paulo Valente Gomes [ex-diretor nacional da PSP, que se demitiu após a manifestação das forças de segurança junto ao parlamento] para oficial de ligação do ministério da Administração Interna na embaixada portuguesa em Paris, um posto que terá sido criado propositadamente e que tem uma remuneração superior a 12 mil euros mensais, o triplo do salário que o ex-diretor nacional da PSP recebia como tal» (Expresso).
Pensei que o senhor tivesse sido forçado à demissão por ter permitido uma manifestação de indivíduos armados (logo, inconstitucional) que galgou as escadas do Parlamento. Afinal, não: vai ser recompensado por ter permitido essa manifestação. O seu sucessor na PSP ou noutra polícia que retire as devidas ilações.

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.