sábado, 7 de dezembro de 2013

Não é uma questão de opção política: é mesmo uma questão de jornalismo!

A propósito deste artigo do Daniel Oliveira sobre mais uma manchete do Correio da Manhã (cuja leitura recomendo): para a Lúcia Gomes, mais importante do que a verdade dos factos (que é a missão do bom jornalismo) é a "opção política". Daqui devemos concluir que, se a "opção política" não for a mesma da Lúcia, valem manchetes e perseguições como as do Correio da Manhã. Significativo.

2 comentários :

  1. Caro Filipe Moura, eu já fui, várias vezes, acusada de coisas pelo Correio da Manhã que não andavam nem perto da verdade. Se tivesse cuidado a ler o meu texto perceberia que o texto do Daniel Oliveira, esse sim, é uma opção política. Não o do CM. Aliás só alguém que não saiba nada do que escrevo diz coisas dessas. Quando Daniel Oliveira, no seu blogue, acusou Miguel Tiago de ter agredido Vital Moreira (quando o "agressor" era militante no BE, ainda partido de Daniel), DO não olhou a medidas para propagar essa mentira mesmo perante o desmentir de Miguel Tiago. Em que ficamos? Não é Daniel Oliveira um jornalista?

    ResponderEliminar
  2. Cara Lúcia Gomes,

    O seu texto é suficientemente curto para que o Filipe Moura e outros, como eu, o entendam. E é bastante claro que pôs em causa a integridade política de Daniel Oliveira por este ter atacado um ataque feito a Sócrates.

    Não entendo é onde existe uma opção política em denunciar a falta de escrúpulo e o populismo do Correio da Manhã. Eu nem sempre me revejo nas palavras do Daniel Oliveira, mas aqui tenho de concordar com ele: o CM está a criar um caso contra Sócrates que o afecta tangencialmente e por associação. Se calhar é um tabu, e não se pode mencionar uma injustiça e o nome de Sócrates na mesma frase sem que isso questione a nossa integridade política...

    E também não entendo em como é que o Miguel Tiago mais o Vital Moreira são para aqui chamados.

    Concordo com o Filipe Moura. Essa da "opção política" não tem qualquer resquício de sentido ético.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.