quinta-feira, 24 de abril de 2014

A minha reflexão nos 40 anos do 25 de Abril

Entretanto parece estar a tornar-se um triste hábito entre os portugueses pensar que antes do 25 de Abril havia políticos mais honestos, não se roubava e se "vivia melhor". É verdade que em todos os indicadores se progrediu, e há muita gente que se dedica a demonstrar isso. Respeito tal esforço, mas ele é uma forma de contornar o problema principal sem o resolver. Quem pensa como eu referi no princípio parece, pelos vistos, que preferiria viver numa ditadura próspera que numa democracia pobre. Este é um grande problema, e a presente terrível crise só o vem agravar. Há que incutir nos portugueses a ideia de que prosperidade nenhuma vale o facto de um povo poder escolher livremente o seu destino. Esta ideia aplicava-se há quarenta anos e aplica-se hoje. Diria mesmo que é mais atual que nunca.

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.